Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolt angaria financiamento de 628 milhões de euros

O montante angariado vai servir para a tecnológica da Estónia investir em novos mercados e apostar em unidades de negócio em crescimento, como o serviço Bolt Market, de entregas rápidas de compras de supermercado.

DR
Marta Velho martavelho@negocios.pt 11 de Janeiro de 2022 às 10:38
  • Partilhar artigo
  • ...
Com mais de 100 milhões de clientes e estando presente em cerca de 400 cidades em 45 países, a Bolt - de transporte de passageiros, trotinetes e serviço de entrega de comida - angariou um financiamento de 628 milhões de euros, informou a empresa esta terça-feira através de um comunicado.

A ronda, que catapultou a tecnológica estónia para uma avaliação de 7,4 mil milhões de euros, foi liderada pela Sequoia Capital e a Fidelity Management & Research Company com a Whale Rock, a Owl Rock, a D1, a G Squared, a Tekne, a Ghisallo e outros investidores não identificados.

Com este novo financiamento, que chega apenas quatro meses depois de um outro de 600 milhões de euros, também liderado pela Sequoia, a empresa pretende expandir-se para outros mercados e explorar unidades de negócio em desenvolvimento, como as entregas rápidas de compras de supermercado, através do Bolt Market, que já está ativo em dez cidades. Portugal é um dos países onde este serviço já está disponível, desde novembro do ano passado.

"Todas as nossas unidades de negócios estão a crescer", sublinhou o fundador e CEO da Bolt, Markus Villig, numa entrevista recente citada pela TechCrunch. Mesmo na área de negócio mais antiga, o transporte de passageiros, a empresa tem " um crescimento de dois dígitos", enquanto os negócios mais novos, sendo menores, estão a expandir-se ainda mais rápido. "A nova tendência do ano passado é que as viaturas particulares já não servem e cada vez mais as pessoas querem usar outras formas de mobilidade." 

A Bolt nasceu em 2013 em Talín, na Estónia, com um serviço em tudo semelhante ao da Uber, criado para apostar em mercados onde a tecnológica norte-americana ainda não tinha presença.

Ver comentários
Saber mais Bolt economia negócios e finanças Informação sobre empresas
Outras Notícias