Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Comissão Europeia apresenta hoje plano sobre a "Internet das Coisas"

A Comissão Europeia apresentou hoje o plano de acção sobre a "Internet das Coisas", com vista a que a Europa "assuma um papel proeminente na configuração das novas rede de objectos interligados", adiantou Bruxelas em comunicado.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 18 de Junho de 2009 às 12:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Comissão Europeia apresentou hoje o plano de acção sobre a “Internet das Coisas”, com vista a que a Europa “assuma um papel proeminente na configuração das novas rede de objectos interligados”, adiantou Bruxelas em comunicado.

As 14 acções anunciadas, hoje, pela Comissão Europeia para promover a evolução desta “Internet das coisas” incluem a normalização, em toda a Europa, das tecnologias envolvidas e o melhor financiamento da investigação, mas também medidas destinadas a proteger a vida privada, os dados e a segurança das pessoas.

A Comissão irá agora pôr em prática este plano, juntamente com todas as partes interessadas, e apresentará, dentro de três anos, uma outra comunicação que constituirá um relatório das actividades relevantes.

No mês passado, Bruxelas referiu que “o aparecimento de novas tecnologias como as etiquetas inteligentes (dispositivos de identificação por radiofrequências – RFID) obriga a que se dê prioridade à protecção dos dados pessoais dos cidadãos, e apresentou recomendações sobre a melhor forma de o conseguir”, recordou a mesma fonte.

Há 25 anos, a Internet ligava pouco mais de um milhar de utilizadores, hoje, liga cerca de 1 500 milhões de pessoas em todo o mundo.

"Todos os dias vemos novos exemplos de aplicações que ligam objectos à Internet e a outros objectos: desde automóveis ligados a semáforos que controlam os congestionamentos, até electrodomésticos ligados a redes eléctricas e contadores inteligentes que permitem saber o consumo de electricidade ou mesmo vias para peões capazes de guiar os deficientes visuais," declarou Viviane Reding, Comissária europeia responsável pela sociedade informação e os media.

“A Comissão procura também garantir a disponibilidade de um número suficiente de endereços Internet (necessários para ligar cada objecto à Internet, tal como são necessários para os sítios Web) para que esta nova vaga de objectos ligados possa emergir. Para isso, será necessário implantar a mais recente fonte de endereços Internet, a versão 6 do Protocolo Internet, ou IPv6, criando as condições para a sua aceitação generalizada, que permitirá que objectos como os electrodomésticos possuam os seus próprios endereços IP para se poderem ligar com outros dispositivos”, adianta Bruxelas.

Em 2006, a Comissão Europeia lançou uma consulta pública sobre o desenvolvimento e a utilização de etiquetas inteligentes (ou tecnologias de identificação por radiofrequências - RFID).

Com base nessa consulta, a Comissão sublinhava que a RFID era apenas a ponta do icebergue de uma evolução em curso mais vasta, conhecida pelo nome de “Internet das coisas”.

Hoje a Comissão Europeia adoptou igualmente uma Comunicação estratégica sobre o futuro do governo da Internet.

O plano de acção sobre a "Internet das coisas" pode ser visto em: http://ec.europa.eu/information_society/policy/rfid/index_en.htm

Ver comentários
Outras Notícias