Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Aeroporto: CEO da TAP diz que "qualquer decisão" será positiva para a indústria

"Confirmamos o nosso compromisso de fazer parte de qualquer solução e achamos que uma solução é importante para o país", vincou Christine Ourmières-Widener.

António Cotrim/Lusa
Lusa 22 de Julho de 2022 às 18:03
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
A presidente executiva da TAP (CEO), Christine Ourmières-Widener, reiterou hoje que qualquer decisão sobre a solução aeroportuária para a região de Lisboa será positiva para o país e para a indústria.

"Penso que qualquer solução será positiva para a indústria e para Portugal", disse hoje em declarações aos jornalistas no âmbito da assinatura de uma parceria estratégica entre a TAP, a Galp e ANA - Aeroportos de Portugal para desenvolvimento de combustíveis sustentáveis para aviação, em Lisboa.

Questionada sobre o tema, Christine Ourmières-Widener disse que "decididamente, gostaríamos de perceber como será o futuro", acrescentando que irá trabalhar "na implementação da decisão assim que esta for tomada". "Confirmamos o nosso compromisso de fazer parte de qualquer solução e achamos que uma solução é importante para o país", vincou.

A CEO da TAP sublinhou que a equipa da companhia aérea está "muito ocupada" com o plano de reestruturação.

O primeiro-ministro afirmou hoje que ainda não sabe se terá um acordo com o PSD sobre a nova solução aeroportuária para a região de Lisboa, e insistiu que se trata de uma questão estruturante que requer consenso.

Esta posição foi transmitida por António Costa após ter recebido o presidente do PSD, Luís Montenegro, em São Bento, o primeiro encontro entre ambos e que durou mais de três horas e meia.

No final de junho, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, fez publicar um despacho com uma solução aeroportuária -- Montijo mais Alcochete -- e afirmou que prescindia do acordo do partido de Luís Montenegro.

Mas António Costa determinou que o ministro das Infraestruturas revogasse esse despacho, insistindo que a solução referente ao novo aeroporto da região de Lisboa terá de ser tomada com base num acordo com o PSD.

A CEO da TAP garantiu ainda que a empresa está a trabalhar na resposta aos atrasos dos voos, sublinhando que estar a "otimizar" os processos. "Estamos a tomar providências. É um desafio e vamos fazer o nosso melhor com os nossos parceiros", acrescentou.
Ver comentários
Saber mais TAP Christine Ourmières-Widener Portugal PSD António Costa Luís Montenegro política transportes
Outras Notícias