Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mota-Engil vende Takargo ao grupo SNCF

A compra do primeiro operador privado de transporte ferroviário de mercadorias em Portugal, criado em 2006, será feita pela Rail Logistics Europe, que a justifica com o potencial de mercado de Portugal e o reforço da sua rede europeia.

O Ferrovia 2020 prevê 2,1 mil milhões de investimento, desde projeto à obra, passando por expropriações.
João Cortesão
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 15 de Março de 2022 às 11:22
  • Partilhar artigo
  • 7
  • ...

O grupo francês SNCF anunciou esta terça-feira a aquisição da Takargo, subsidiária do grupo Mota-Engil, sem avançar valores do negócios.

Segundo refere em comunicado, a Takargo será integrada na rede Captrain, um player em transporte ferroviário e de logística na Europa, integrado na Rail Logistics Europe, a divisão do grupo SNCF dedicada à logística e transporte ferroviário de mercadorias.

Esta aquisição, que está ainda sujeita à validação das autoridades da concorrência, demonstra "a confiança da gestão da Rail Logistics Europe no potencial de mercado de Portugal, que assenta sobretudo no dinamismo dos seus principais portos", diz ainda o grupo, salientando que "esta é uma mensagem forte que ecoa os esforços do governo português no apoio ao transporte ferroviário de mercadorias, em particular com a construção e modernização da rede ferroviária, mas também as ambições do grupo SNCF em termos de ecologia".

A Takargo foi criada em 2006 no âmbito da liberalização do mercado de transporte de mercadorias na rede ferroviária europeia, tornando-se o primeiro operador privado de transporte ferroviário de mercadorias em Portugal.

No âmbito da sua estratégia de desenvolvimento, a empresa alargou a sua atividade ao tráfego transfronteiriço com Espanha em 2009 com a criação da Ibercargo, uma joint venture detida com a Captrain España, que desenvolveu uma posição no corredor Espanha-Portugal.


Em 2021, a Takargo obteve um volume de negócios de 16 milhões de euros, contando com mais de 100 colaboradores.


As empresas afirmam ainda na mesma nota que a integração da Takargo numa empresa europeia "acelerará o seu desenvolvimento, tornando a empresa mais forte com oportunidades de vendas cruzadas resultantes da ampla rede geográfica e o vasto portefólio de clientes e serviços da Captrain".

"Com a Takargo, a Captrain pretende prosseguir o desenvolvimento da sua rede e reforçar a sua posição na Península Ibérica, capitalizando uma frutuosa parceria de 13 anos entre a empresa portuguesa e a Captrain España. A Takargo também nos permitirá apoiar a necessidade de soluções isentas de carbono no corredor atlântico para o tráfego convencional e combinado dos nossos clientes", diz Frédéric Delorme, presidente da Rail Logistics Europe, citado no comunicado.

 

A empresa compradora assegura que a mudança de acionista não resultará em qualquer alteração no modelo operacional da empresa.


"A equipa atual da Takargo demonstrou capacidade para gerir o negócio de forma eficaz para atender às necessidades de negócios dos clientes industriais e operadores de logística, o que continuará a fazer. A empresa continuará o seu desenvolvimento a nível nacional e internacional com base na sua integração na rede europeia Captrain", frisa.

Ver comentários
Saber mais Mota-Engil Takargo ferrovia SNCF mercadorias
Outras Notícias