Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Hotel de 24,5 milhões de euros da Visabeira inaugurado sábado no Mosteiro de Alcobaça

Além dos 91 alojamentos, o 7.º hotel da cadeia Montebelo Hotels & Resorts dispõe de espaços para congressos, banquetes e reuniões.

Lusa 18 de Novembro de 2022 às 18:17
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
Um hotel de cinco estrelas abre no sábado, no Mosteiro de Alcobaça, num investimento de 24,5 milhões de euros do Grupo Visabeira na recuperação do Claustro do Rachadouro, uma das alas do monumento classificado Património Mundial da UNESCO.

O Montebelo Alcobaça Historic Hotel vai disponibilizar 91 unidades de alojamento ( entre quartos singles e duplos, quartos familiares, suítes e uma master suíte) instalados no Claustro do Rachadouro, cuja recuperação contou com a assinatura do arquiteto Eduardo Souto Moura, detentor do Prémio Pritzker, o mais relevante prémio internacional no universo da arquitetura.

O conceito do arquiteto "para ressuscitar o vetusto edifício foi inspirado no minimalismo e desapego da vida conventual, limpando o mesmo das inúmeras intervenções mais recentes e recuperando o espírito que marcou o imóvel ao longo dos séculos", divulgou hoje o grupo Visabeira, detentor da cadeia Montebelo Hotels & Resorts.

Em comunicado, o grupo afirma que o autor do projeto "conseguiu destacar o virtuosismo e qualidade de materiais nobres como a pedra, a madeira, as peles, o aço, o betão e o vidro, em perfeito união com as seculares raízes do edifício e o irrepreensível respeito pelas pré-existências e pela história do mosteiro".

Eduardo Souto Moura foi também responsável pelo design do mobiliário, especialmente desenvolvido para o hotel e pela decoração do espaço edificado no Mosteiro de Alcobaça (distrito de Leiria), datado do século XII, classificado como Monumento Nacional desde 1910 e integrante da Lista do Património Mundial da Unesco desde dezembro de 1989.

O hotel resulta de um investimento de 24,5 milhões de euros por parte do grupo Visabeira que, no comunicado, o considera "um exemplo de como a articulação entre a atividade privada e o património público dá respostas à recuperação e manutenção de espaços, tendo a intervenção constituído uma responsabilidade incomensurável, dadas as condições de degradação em que se encontrava aquela ala do monumento".

A intervenção traduz ainda, segundo a Visabeira, "um enorme desafio à capacidade de engenharia e de adaptação do espaço ao conforto e segurança que contemplam a experiência hoteleira contemporânea" integrando o património "harmonicamente nas necessidades funcionais da unidade hoteleira, sem perder o espírito do edificado".

Além dos 91 alojamentos, o 7.º hotel da cadeia Montebelo Hotels & Resorts dispõe de espaços para congressos, banquetes e reuniões, dos quais três salas acolhem, durante o fim de semana, eventos integrados na Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais, que decorre no mosteiro, até domingo.

Depois da unidade de Alcobaça, a cadeia Montebelo Hotels & Resorts inaugurará, em janeiro de 2023, um novo hotel em Lisboa, no Chiado.

A cadeia detém ainda seis hotéis e resorts no território moçambicano.

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Jacinto Nyusi, e o Presidente da República portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, são esperados no sábado na inauguração do Montebelo Alcobaça Historic Hotel.

Ver comentários
Saber mais Claustro do Rachadouro Grupo Visabeira Mosteiro de Alcobaça Montebelo Alcobaça Historic Hotel Eduardo Souto Moura turismo monumentos
Outras Notícias