Acções da Pharol deslizam mais de 5%

A Pharol convocou os accionistas com o intuito de aprovar um aumento de capital, que poderá duplicar o actual valor. Tudo para conseguir acompanhar o aumento de capital da brasileira Oi. As acções estão a deslizar em bolsa.
pub
Sara Antunes 17 de agosto de 2018 às 09:13

As acções da Pharol recuam 3,55% para 0,2175 euros, tendo chegado a perder 5,54% para 0,213 euros, o que corresponde ao valor mais baixo desde Abril.

 

Os investidores reagem assim à convocatória de uma assembleia geral de accionistas, agendada para o dia 7 de Setembro. Nesta reunião os accionistas da empresa liderada por Palha da Silva terão de decidir se viabilizam a proposta de aumento de capital, que poderá duplicar o valor existente.

A proposta visa elevar o capital dos actuais 26,89 milhões de euros para um valor até 55,48 milhões, "conforme necessário para acorrer ao aumento do capital social da Oi", revela a Pharol no comunicado publicado na quinta-feira, 16 de Agosto.

 
O preço a que serão vendidas as novas acções ainda não está fechado, uma vez que vai depender das necessidades, mas a Pharol estabeleceu um intervalo entre 0,0735 e 0,1576 euros.

pub

Esta operação tem como intenção acompanhar o aumento de capital da brasileira Oi. A Pharol, que já foi a maior accionista com mais de 22% do capital da Oi, tem agora menos de 8% da brasileira, depois de não ter participado na recapitalização da operadora através da conversão de dívida em acções. Esta foi a primeira etapa dos dois aumentos de capital previstos no âmbito do plano de recuperação judicial da empresa de telecomunicações brasileira. 

pub