Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções americanas caem arrastadas por farmacêuticas; Nasdaq perde 1,74%

As acções norte-americanas caíram arrastadas pelo sector farmacêutico, depois de um estudo ter revelado que a terapia hormonal da Wyeth pode aumentar o risco de cancro da mama e doenças cardíacas. O Nasdaq caiu 1,74% e o Dow Jones cedeu 1,93%.

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 09 de Julho de 2002 às 21:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As acções norte-americanas caíram arrastadas pelo sector farmacêutico, depois de um estudo ter revelado que a terapia hormonal da Wyeth pode aumentar o risco de cancro da mama e doenças cardíacas. O Nasdaq caiu 1,74%, enquanto o Dow Jones cedeu 1,93%.

O índice industrial fechou nos 9.096,09 pontos [INDU], enquanto o Nasdaq fixou-se nos 1.381,19 pontos.

A farmacêutica Wyeth afundou 24,35% para os 37,25 dólares (37,48 euros), depois de um estudo publicado no «Journal of the American Medical Association» ter alertado para a possibilidade do Prempro, um medicamento que permite a substituição de hormonas, aumentar os riscos para a saúde quando tomado por um período superior a cinco anos.

A Pfizer, que comercializa o Viagra, perdeu 3,92%, enquanto Merck derrapou 4,48%.

Os receios de mais fraudes contabilísticas continuam a afastar os investidores dos mercados de capitais norte-americanos, mesmo depois do presidente dos EUA George W. Bush ter realizado hoje um discurso com o objectivo de aumentar a confiança dos investidores.

Bush afirmou em Wall Steet que quer duplicar para 10 anos o tempo de prisão para os executivos que sejam condenados por fraude, bem como aumentar o financiamento da Securities Exchange Commission, o regulador do mercado de capitais norte-americano.

O presidente da maior economia mundial quer também aumentar em 100 milhões de dólares (101 milhões de euros) o financiamento da SEC, para que a entidade reforce a revisão das contas das empresas norte-americanas, depois dos últimos escândalos contabilísticos da WorldCom, Enron, Xerox, Merck e outros.

O «American Depositary Receipt» (ADR) da Portugal Telecom (PT) encerrou nos 6,65 dólares (6,69 euros), enquanto em Lisboa, as acções da operadora fecharam nos 6,90 euros. Cada ADR representa uma acção da PT [PTC].

O ADR da Electricidade de Portugal (EDP) fixou-se nos 19,20 dólares (19,32 euros), enquanto na praça nacional, os títulos da eléctrica fecharam nos 1,91 euros. Cada ADR representa 10 acções da EDP [EDP].

Outras Notícias