Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crise dos emergentes poderá penalizar resultados anuais da Portugal Telecom

As contas do quarto trimestre que a Portugal Telecom vai divulgar na próxima quarta-feira deverão dificultar o ambiente adverso que a operadora enfrenta. A crise dos país emergentes pressionou o valor do real e a concorrência tornou-se mais agressiva em Portugal.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2014 às 17:03
  • Partilhar artigo
  • 14
  • ...

As receitas da Portugal Telecom podem ter caído 9% para 5,9 mil milhões de euros, segundo a média das estimativas de sete bancos de investimento. As contas do último trimestre deverão reflectir a depreciação do real, cuja cotação face ao euro caiu 12% desde o início do ano, explica o Exane BNP Paribas. Uma proporção que está em linha com a queda do valor das vendas em 2012 (12%), ao passo que, no mercado interno, a descida foi de 6%.

 

Já o Berenberg antecipa um trimestre "duro" para a Portugal Telecom, que irá sofrer os primeiros efeitos da pressão competitiva da Vodafone no mercado convergente do "triple-play" e da Zon Optimus no segmento empresarial.

 

A deterioração prevista no negócio residencial é apenas parcialmente compensada pela melhoria registada no negócio móvel – provocada pela transição de alguns clientes do negócio pré-pago para o pós-pago incluído na oferta convergente "quadruple play" ou "4play".

 

O resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) poderá recuar 11% para 2,03 mil milhões de euros, ao passo que o resultado líquido anual deverá crescer 42% para 321 milhões de euros, segundo a média de sete estimativas a que o Negócios teve acesso.

 

O banco de investimento Jefferies reviu em baixa as estimativas da operadora. Contudo, subiu o preço-alvo de 2,65 para 3,30 euros por acção, numa nota de análise que enviou aos clientes no dia 27 de Janeiro. A descida da taxa de juro sem risco de referência levou a uma diminuição da taxa de desconto aplicada aos resultados futuros, impulsionando a avaliação da operadora.

 

O crescimento no mercado residencial não ficará por aqui, ainda que deva vir a abrandar. "Ainda que as vendas mais fáceis já estejam feitas, ainda existe potencial" para o serviço M4O, lê-se na nota de análise do Jefferies.

 

As acções da Portugal Telecom encerraram a sessão a subir 1,47% para 3,383 euros por acção.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

 

(Correcção: Corrige estimativa de receitas de 6,6 mil milhões para 5,9 mil milhões)

Ver comentários
Saber mais Portugal Telecom resultados mercado 2013 crise dos emergentes
Outras Notícias