Bolsa Euronext em conversações com administração da bolsa espanhola BME

Euronext em conversações com administração da bolsa espanhola BME

Stéphane Boujnah disse ao Expresso que a Euronext está em conversações com a administração da operadora da bolsa espanhola, BME, o que poderá levar ou não a um acordo de aquisição.
Euronext em conversações com administração da bolsa espanhola BME
Miguel Baltazar
Negócios 28 de dezembro de 2019 às 11:46

O CEO do grupo Euronext declarou, em entrevista ao Expresso publicada na edição deste sábado, que tem havido conversações com os acionistas da Bolsa de Madrid (BME — Bolsas Y Mercados Españoles).

 

"O que posso dizer é que estamos a conversar com a administração da BME e que isso poderá ou não levar a uma transação", declarou Stéphane Boujnah.

 

"No final de novembro apresentámos um cenário de combinação entre a Euronext e a BME, mas não apresentámos uma proposta. Achamos que a BME encaixaria perfeitamente no modelo federal e descentralizado de mercados de capitais da Euronext. Mas neste momento há uma oferta da SIX Swiss Exchange, com um valor já anunciado", sublinhou.

 

Questionado sobre se esse valor é elevado, o presidente da Euronext disse que "é o valor que está no mercado". "Temos de esperar. De acordo com a lei espanhola temos cinco dias antes do prazo da oferta da SIX terminar para apresentar uma proposta".

 

O interesse na compra da bolsa de Madrid a 18 de Novembro, quando a suíça SIX Group, operadora da bolsa suíça, ganhou a dianteira à Euronext, que já tinha mostrado interesse público pela compra, e apresentou uma proposta de 34 euros por ação para adquirir a bolsa madrilena, o que se traduz numa avaliação de 2,84 mil milhões de euros.

 

No dia seguinte deu-se a entrada da Deutsche Boerse, de Frankfurt, na corrida pela aquisição da rival espanhola.

 

Nessa altura, o CEO da BME, Javier Hernani, alertou os interessados que seriam precisas propostas maiores do que a que foi feita pelo grupo suíço e com um plano estratégico muito bem definido, segundo o jornal económico espanhol Expansión.

 

O líder da detentora da bolsa de Madrid, Barcelona, Valência e Bilbau, disse ainda que pretendia que "a Bolsa de Valores de Espanha, as suas infraestruturas, os seus empregados, o ‘software’ e o seu futuro" ficassem mais reforçados nas ofertas que fossem surgindo.

A próxima proposta pela BME pode situar-se num intervalo entre os 35 e os 40 euros por ação, mas o mais provável é que atinja os 39 euros por ação, que compara com os 34 euros por ação apresentados pelo grupo suíço SIX Group, segundo um estudo levado a cabo pela Bloomberg nessa mesma altura.

 

Na eventualidade de o acordo pender para a Euronext, que opera algumas bolsas europeias como a de Paris, Amesterdão, Oslo ou Lisboa, o negócio poderá aumentar o ritmo de consolidação de uma indústria que tem tentado variar o seu portefólio para crescer.

 

Sobre se a Euronext está também a olhar para outros mercados, Stéphane Boujnah disse ao Expresso que "a natureza da Euronext é ser a espinha dorsal da união dos mercados de capitais".

 

"Em 2018 comprámos Dublin, em 2019 Oslo e em 2020 não sabemos. A proposta da SIX significa levar a bolsa espanhola para fora da União Europeia. É possível que haja uma alternativa", rematou.




Marketing Automation certified by E-GOI