Bolsa Inapa dispara mais de 6% após aquisição na Alemanha que traz "accionista relevante"  

Inapa dispara mais de 6% após aquisição na Alemanha que traz "accionista relevante"  

A OptiGroup, a quem a Inapa comprou a Papyrus Deutschland, poderá ficar com 23% do capital da empresa portuguesa.
Nuno Carregueiro 24 de outubro de 2018 às 10:25

As acções da Inapa estão a reagir em alta ao negócio anunciado esta quarta-feira, 24 de Outubro, que dá à empresa portuguesa a liderança no mercado alemão da distribuição de papel nos segmentos gráfico e de escritório e a possibilidade de ter um novo accionista de referência.

 

Os títulos ganham 4,86% para 10,15 cêntimos e já estiveram a subir 6,4%. Um desempenho que reduz a perda acumulada em 2018 para 21,88%. A capitalização bolsista da Inapa situa-se nos 15 milhões de euros.

 

A empresa liderada por Diogo Rezende fechou um acordo com a OptiGroup para comprar a Papyrus Deutschland GmbH & Co KG, uma companhia alemã que ano passado obteve uma facturação de 561 milhões de euros.

 

Para financiar a operação, de acordo com um comunicado emitido pela Inapa na CMVM, a empresa vai avançar uma emissão de obrigações que no limite poderá dar à OptiGroup (que controla a Papyrus Deutschland) 23% do capital da empresa portuguesa.

 

Em comunicado à imprensa o CEO da Inapa destaca que "este é um sinal claro de que a OptiGroup acredita na criação de valor desta transacção", pois passará a ser um "accionista relevante" em caso de conversão das obrigações, "mas sem controlo da Inapa".

 

A distribuidora de papel é controlada pela banca portuguesa, com o BCP a deter 30% do capital e a CGD 25%. O Estado controla ainda, através da Parpública, mais 8% do capital.

 

Reforço na Alemanha

 

O objectivo da Inapa passa por combinar o negócio da Papyrus Deutschland com a sua subsidiária alemã, a Papier Union, que teve um volume de negócios de 389 milhões de euros no mesmo período.

 

A nova empresa da Inapa no mercado alemão vai assumir uma "posição de liderança no mercado com um volume de negócios de aproximadamente 900 milhões".

 

No total, a Inapa "irá assumir-se como líder na distribuição de papel nas diferentes geografias onde opera, com um total de receitas na ordem dos 1.400 milhões de euros e perto de 1.900 colaboradores", acrescenta a empresa em comunicado. 

 

Em 2017 os lucros da Inapa recuaram 95% para 200 mil euros e as vendas da empresa aumentaram 4,2% para 885,7 milhões de euros.

 

"Este é um passo importante na estratégia do nosso Grupo, que visa melhorar a eficiência do negócio de papel. Com a aquisição da Papyrus Deutschland, a Inapa reforçará a sua posição no maior mercado europeu, a Alemanha", refere o CEO no comunicado.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI