Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Norges Bank reduz posição na Mota-Engil para 2,67%

O fundo soberano da Noruega reduziu a sua posição na Mota-Engil, mas mantém uma participação qualificada.

A construtora apresentou perspectivas favoráveis para África e Portugal. No continente africano, a carteira de encomendas atingiu máximos com novos projectos em vários países. Para Portugal, a expectativa é de recuperação, com destaque para os concursos previstos para o novo aeroporto e um novo hospital em Lisboa e as licenças para a construção de novos hotéis na capital e no Porto. A recomendação é de 'neutral' e o preço-alvo de três euros.
Negócios jng@negocios.pt 28 de Agosto de 2019 às 21:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

No passado dia 26 de agosto, o fundo soberano norueguês Norges Bank reduziu a posição detida na Mota-Engil de 3,14% para 2,65%, informou a construtora em comunicado divulgado esta quarta-feira junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

No dia seguinte, elevou de 2,65% para 2,67% a sua posição na construtora liderada por Gonçalo Moura Martins (na foto). Apesar da redução face aos mais de 3% que detinha, continua assim a ter uma participação qualificada.

 

Esta posição de 2,67% detida pelo Norges Bank divide-se em duas parcelas: 0,65% de direitos de voto associados a ações e 2,02% de direitos de voto detidos através de instrumentos financeiros controlados pelo fundo soberano da Noruega.

 

Os títulos da Mota-Engil, que amanhã apresenta os seus resultados dos primeiros seis meses do ano, fecharam a sessão desta quarta-feira a recuar 1,62% para 1,881 euros. 

Ver comentários
Saber mais Norges Bank Comissão do Mercado de Valores Mobiliários Mota-Engil
Mais lidas
Outras Notícias