Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Oi dispara 9% com notícia de venda da posição na Unitel à Sonangol

O jornal O Globo avança que a Oi e a Sonangol já assinaram a venda da posição da operadora brasileira na Unitel. Acções da Oi seguem a escalar em bolsa.

Negócios jng@negocios.pt 23 de Janeiro de 2020 às 20:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Oi e a petrolífera estatal angolana Sonangol "assinaram a venda da participação da companhia brasileira na Unitel, operadora também de Angola", segundo o jornal O Globo.

 

De acordo com um colunista daquela publicação brasileira, a Sonangol pagará mil milhões de dólares pela fatia de 25% da Oi na operadora angolana, que herdou quando comprou a Portugal Telecom.

O Negócios apurou entretanto que o acordo está fechado, mas a assinatura do mesmo vai acontecer só esta sexta-feira. 

 

A maior parcela, de 750 milhões de dólares, "será depositada amanhã" na conta do grupo brasileiro, sendo o restante pago num prazo de 90 dias, segundo a mesma fonte.

 

As ações ordinárias da Oi estão a disparar com esta notícia, seguindo a somar 9,18% para 1,07 reais na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

 

Os recursos devem ajudar a operadora brasileira, numa altura em que – devido ao processo de recuperação judicial – tenta reeguer-se no Brasil, refere O Globo.

 

Na terça-feira, 21 de janeiro, as ações da brasileira estiveram a subir perto de 6%, precisamente devido ao facto de os rumores sobre a compra da sua posição na Unitel pela Sonangol terem voltado à berlinda. 

A notícia de que a Sonangol estaria interessada em comprar os 25% que a brasileira Oi tem na operadora de telecomunicações angolana Unitel surgiu ainda no final do ano passado e ganhou força quanto os bens de Isabel dos Santos, que controla outros 25% da empresa, foram arrestados.

Esta semana voltou ao radar dos investidores, depois da investigação "Luanda Leaks" que expôs alegadas práticas duvidosas de Isabel dos Santos, como o desvio de cerca de 115 milhões de dólares da Sonangol para uma empresa "offshore" no Dubai. 

A Unitel, sublinhe-se, conta com quatro acionistas, cada um dos quais detendo 25%. São eles a PT Ventures (detida pela brasileira Oi), a Sonangol, a Geni (controlada pela empresária angolana) e a Vidatel (do general Leopoldino Fragoso do Nasimento).

(notícia atualizada às 20:23 com informação sobre assinatura do acordo só esta sexta-feira)

Ver comentários
Saber mais Unitel Sonangol Oi Angola
Outras Notícias