Bolsa Petróleo dispara e volta a animar Wall Street

Petróleo dispara e volta a animar Wall Street

A valorização das acções ligadas à energia animou as bolsas americanas. Os índices da maior economia do mundo subiram após o recuo da sessão anterior. Os investidores aguardam notícias sobre estímulos na Zona Euro.
Petróleo dispara e volta a animar Wall Street
Bloomberg
Diogo Cavaleiro 09 de março de 2016 às 21:23

As bolsas americanas voltaram a terreno positivo, depois da quebra da sessão anterior, à boleia de uma recuperação dos preços do petróleo.

O índice S&P 500 subiu 0,5% para 1.989,19 pontos enquanto o Dow Jones fechou a ganhar 0,21% para 17.000,36 pontos. Já o Nasdaq somou 0,55% para 4.674,379 pontos. 

Apesar destas valorizações, todos os índices americanos continuam a perder terreno em 2016. Ainda assim, foram registados ganhos no dia em que as bolsas do outro lado do Atlântico comemoraram sete anos de subidas. É o terceiro maior ciclo de ganhos de toda a história dos Estados Unidos. 

Wall Street seguiu a Europa, cujas bolsas também negociaram em alta com os investidores à espera de mais medidas de estímulo económico amanhã, quinta-feira, depois do sinal nesse sentido deixado anteriormente por Mario Draghi. 


Os preços do petróleo estão a ganhar nos mercados internacionais e representaram um dos grandes motivos para a valorização bolsista. Em Nova Iorque, os contratos futuros do West Texas Intermediate avançam 4,74% para 38,23 dólares por barril enquanto em Londres os futuros do Brent do Mar do Norte são negociados em 40,87 dólares por barril, com um ganho de 3,08%. 

O avanço da matéria-prima animou as empresas ligadas à energia (que ontem tinham sido castigadas). As tecnológicas também ganharam, nomeadamente com Intel e IBM com valorizações em torno de 1%. A Microsoft ganhou 2,30% para 52,84 dólares. Em contraponto, o Goldman Sachs caiu mais de 1%. 



pub

Marketing Automation certified by E-GOI