Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSI-20 perde mais de 1% com Galp a tirar-lhe gás

A bolsa nacional alinhou com as principais praças europeias, que seguem manchadas de vermelho. Por cá, a Galp afirmou-se entre os preços pesados ao cair mais de 2%.

A bolsa portuguesa tem sido incapaz de atrair novas empresas para o mercado de capitais português.
Miguel Baltazar
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 09 de Julho de 2020 às 16:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
A bolsa nacional fechou em queda, com o PSI-20 a deslizar 1,03% para os 4.430,35 pontos.

A pesar no sentimento está a situação da pandemia, em particular nos Estados Unidos. Daquele lado do oceano, a Florida regista um número recorde de mortes por covid-19, renovando as preocupações em torno da recuperação económica. O mercado de trabalho é um dos eixos de maior preocupação, com as empresas a informarem de cortes na massa de colaboradores. Esta quinta-feira foi a vez do banco Wells Fargo, um dos maiores empregadores nos Estados Unidos, anunciar a redução de milhares de postos de trabalho. 

Em Lisboa, a Galp é o peso pesado em destaque no vermelho. A petrolífera caiu 2,48% para os 10,42 euros, ocupando o terceiro lugar do pódio das perdas.

À frente nas quebras colocou-se Mota-Engil, que desceu 3,10% para os 1,188 euros. Uma cotada que também está consideravelmente exposta aos preços do petróleo tendo em conta que as economias dos mercados emergentes onde atua são, muitas delas, altamentes dependentes da negociação da matéria-prima. 

O petróleo segue esta quinta-feira em queda, com o aumento das reservas nos Estados Unidos a alimentar novos receios em relação à procura, enquanto os novos casos de covid-19 continuam a subir em algumas regiões do mundo. O barril de Brent recua 1,94% para os 42,45 dólares.

Ainda no vemelho posiciona-se a Navigator, com uma desvalorização de 0,37% para os 2,1442 euros. A papeleira venceu um processo judicial nos Estados Unidos e vai ter direito a uma redução da taxa que é aplica ao papel não revestido que exporta para aquele país. Era inicialmente de 37,34%, depois passou para 1,75% e é agora de 1,63%. Esta decisão é uma derrota para os produtores norte-americanos Packaging Corp. of America e Domtar Corp., bem como para o sindicato United Steelworkers, que pressionaram no sentido de os EUA imporem taxas mais elevadas à importação daqueles produtos, sublinhou a Bloomberg.

A contrariar o desempenho negativo do índice está a pesada Jerónimo Martins, com uma subida de 0,29% para os 15,32 euros e a EDP Renováveis, que avança 0,30% para os 13,44 euros.
Ver comentários
Saber mais PSI-20 bolsa mercados Euronext cotadas empresas índice nacional Lisboa Europa
Mais lidas
Outras Notícias