Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPI acrescenta EDP Renováveis à lista das cotadas preferidas

À Corticeira Amorim o BPI acrescentou a EDP Renováveis na lista das cotadas preferidas. No total são oito as empresas, sendo que as restantes são espanholas.

O Haitong avalia as acções da EDP Renováveis em 8,00 euros, o que implica um potencial de valorização 35%. A recomendação é de comprar.

O banco de investimento assinala que a EDP Renováveis apresenta uma avaliação “muito atractiva”, estando a negociar em bolsa tendo em conta um cenário “muito pessimista”, com um crescimento nulo na capacidade instalada e um aumento de 50 pontos base no custo médio do capital. Trata-se de uma avaliação “injustificada, pois acreditamos que a acção deve começar a apresentar uma melhor prestação assim que as notícias nos Estados Unidos confirmarem que não era tão más como o esperado”.

O Haitong considera que o mercado reagiu de forma exageradamente negativa aos riscos regulatórios nos Estados Unidos devido à vitória de Donald Trump nas eleições. “Dado que a regulação nos Estados Unidos advém de três fontes (Presidente, Congresso e Estados) e pelo menos duas não mudaram, acreditamos que o risco regulatório é mais baixo do que está a ser apreendido pelo mercado”, acrescenta.
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 10 de Novembro de 2016 às 11:17
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

O BPI actualizou a sua lista das cotadas preferidas, tendo acrescentado três empresas: a EDP Renováveis, a ACS e o Sabadel.

 

A lista volta a contar com a presença de duas cotadas portuguesas: a Corticeira Amorim, que foi acrescentada em Setembro, e a EDP Renováveis.

 

O banco de investimento realça que "o crescimento superior, a visibilidade de resultados e a potencial cristalização de valor da rotação de activos permanecem positivos", ao que se junta "um aumento mundial de apoio às renováveis", pode ler-se na nota publicada na quarta-feira, 9 de Novembro.

 

"A clarificação das políticas dos EUA e os fundamentais vigorosos da EDP Renováveis devem impulsionar a acção depois de ter tido um desempenho abaixo do mercado desde os máximos de Setembro", acrescenta a mesma fonte.

 

O BPI tem uma avaliação de 7,80 euros para a empresa liderada por Manso Neto, o que confere às acções um potencial de valorização de 34,8% face à actual cotação (5,786 euros).

 

Já a Corticeira Amorim foi mantida entre as preferidas, com a cotada a oferecer "perspectivas de resultados robustas" e um atractivo "dividend yield". O BPI avalia a Corticeira em 10,0 euros, o que confere aos títulos um potencial de subida de 17,63% tendo em consideração o valor actual das acções (8,501 euros).

 

Esta carteira do BPI inclui, além das portuguesas e das novas entradas o BBVA, o DIA, a Grifols e a Repsol. 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

Ver comentários
Saber mais EDP Renováveis Corticeira Amorim research BPI
Outras Notícias