Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas EUA encerram a desvalorizar com escalada do petróleo

Os índices norte-americanos terminaram o dia a perder depois do petróleo ter encerrado pela primeira vez acima dos 60 dólares em Nova Iorque gerando preocupações com o crescimento económico. O Dow Jones deslizou 0,07% e o Nasdaq 0,39%.

Maria João Soares mjsoares@negocios.pt 27 de Junho de 2005 às 21:12
  • Partilhar artigo
  • ...

Os índices norte-americanos terminaram o dia a perder depois do petróleo ter encerrado pela primeira vez acima dos 60 dólares em Nova Iorque gerando preocupações com o crescimento económico. O Dow Jones deslizou 0,07% e o Nasdaq 0,39%.

O índice tecnológico encerrou a cotar nos 2.045,20 pontos enquanto o Dow Jones terminou a marcar 10.290,78 pontos.

O petróleo encerrou a cotar ao nível mais alto de sempre. Pela primeira vez, o crude negociado em Nova Iorque terminou a sessão acima dos 60 dólares, nos 60,54 dólares. O «brent» transaccionado em Londres avançou 1,32% para os 59,13 dólares.

O petróleo atingiu hoje o terceiro recorde consecutivo aproximando-se dos 61 dólares por barril na Bolsa de Nova Iorque. O mercado receia que o novo presidente do Irão afaste os investidores estrangeiros do segundo maior produtor da OPEP e crie tensões com os Estados Unidos.

A valorização do petróleo impulsionou as acções das empresas de energia. A petrolífera Exxon Mobil avançou 1,79% para os 59,19 dólares.

A Nike perdeu 3,84% para os 85,92 dólares. A maior fabricante de sapatos desportivos do mundo registou uma subida de 15% nos lucros do quarto trimestre fiscal mas a subida de 6,7% das vendas, no mesmo período, foi a mais baixa dos últimos nove trimestres tendo penalizado os títulos da empresa na sessão de hoje.

A Cardinal Health, maior distribuidora de produtos farmacêuticos dos EUA, desceu 6,81% para os 56,39 dólares depois de ter revisto em baixa as previsões para os resultados do ano fiscal de 2006.

Outras Notícias