Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cinco cuidados a ter nas compras online

Ainda não comprou os presentes de Natal? Já comprou alguns mas não todos? Comprar na Internet pode ser uma solução rápida e cómoda, mas deve ter alguns cuidados.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 12 de Dezembro de 2015 às 10:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

Faltam pouco mais de duas semanas para o Natal. Já comprou alguns presentes, mas não todos. A Internet pode ser um instrumento útil, se utilizado da melhor forma. Os últimos dados do Eurostat, publicados esta sexta-feira, revelam que o número de pessoas a fazer compras online na União Europeia aumentou este ano.

Uma em cada duas pessoas na União Europeia fez, pelo menos, uma compra electrónica, em 2015, revelou o Eurostat. São cada vez mais as pessoas que fazem compras através da Internet, ainda que Portugal fique aquém da média europeia.


É em épocas festivas, como a actual, que mais compras se fazem. A Internet pode ser um meio a utilizar, desde que os consumidores tenham alguns cuidados, nomeadamente com a segurança da informação que divulguem. Conheça os cinco cuidados a ter antes de fazer compras pela Internet.


1. 
Informe-se sobre a entidade à qual vai fazer a compra 

Antes de efectuar uma compra online, deve ter a preocupação de se informar adequadamente sobre a entidade à qual vai fazer uma compra. Com a cada vez maior importância das redes sociais, muitos são os vendedores que optam por vender os seus produtos através de páginas nestes sites. É importante que faça uma pesquisa na Internet, nomeadamente em fóruns, ou questione algum dos seus amigos, para saber como foram as suas experiências ou mesmo para confirmar se outras pessoas não tiveram problemas. Além disso, é importante saber a quem se deve dirigir caso se verifique algum problema e seja obrigado a fazer uma reclamação. Por isso, deve também guardar os contactos da entidade a quem pretende comprar um presente de Natal.


2. 
Não divulgue informação que não considere necessária 

Com o maior número de transacções na Internet em épocas festivas, é possível que também as actividades de "phishing" possam aumentar. Trata-se de uma actividade criminosa em que tentam obter os seus dados pessoais para que, entre outras coisas, possam fazer transacções por si. Por isso, deve também ter em conta as medidas de segurança do site onde pretende fazer compras. Ou seja, deve verificar se o vendedor teve a preocupação de garantir a privacidade dos seus dados. E, além disso, deve limitar ao máximo a informação que divulga, não devendo fornecer dados que não sejam estritamente necessários para a realização da operação. Se precisar, utilize palavras-passe seguras e que não sejam facilmente descodificadas. E evite utilizar computadores públicos.

 
3. Tenha atenção aos meios de pagamento 

O meio de pagamento é outro dos aspectos que não deve descurar. Se possível, deve escolher a opção de pagamento à cobrança, o que lhe vai permitir confirmar se o bem que está a adquirir é exactamente aquilo que pretendia. Não podendo escolher esta forma de pagamento, opte por meios mais seguros. Pode por exemplo, pagar a sua transacção num ATM, através do MBNet. Nesta modalidade, os dados do seu cartão não terão que ser fornecidos ao vendedor. Além disso, quando efectuar o pagamento, deve ter em atenção se no preço final estão incluídas todas as despesas em que vai incorrer, nomeadamente de envio.

4. Guarde os comprovativos da operação 

Deve também ter o cuidado de guardar todas as provas de que efectuou a operação, tendo em conta que o bem pode não chegar nas condições pretendidas, pode chegar atrasado ou pode nem sequer chegar. Por isso, deve guardar um comprovativo de que fez a compra e os e-mails ou mensagens que trocou com o vendedor e que pode apresentar caso ocorra algum problema. Deve assegurar que estabeleceu todas as condições que pretendia antes de realizar a transacção. Deve ainda ter a preocupação de questionar sobre a garantia do produto que vai comprar. "Os consumidores não devem nunca esquecer que contam com o prazo de livre resolução de 14 dias", lembra Diogo Nunes, jurista da Deco. Este é o prazo durante o qual podem terminar o contrato se a compra electrónica não corresponder ao que pretendia.

5. Pesquise a oferta em vários sites 

Tal como nas compras em lojas físicas, também nas transacções através da Internet deve ter a preocupação de fazer uma pesquisa exaustiva sobre o bem que pretende comprar. Deste modo, poderá assegurar que faz uma boa compra, podendo até conseguir poupar algum dinheiro, até porque, por vezes, as plataformas exigem encargos distintos. Por outro lado, deve duvidar de descidas inesperadas de preço, de promoções especiais ou outro tipo de situações que coloquem o valor da compra muito abaixo do mercado. 

Ver comentários
Saber mais compras online Internet pshishing transacções computador Deco
Mais lidas
Outras Notícias