Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Contas "low cost" quase duplicaram em 2019

O número de contas de serviços mínimos bancários dispararam no ano passado. Há agora mais de 103 mil contas "low cost".

O Banco de Portugal, liderado por         Carlos Costa, tem alertado para a menor restritividade no crédito pessoal.
Miguel Baltazar
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 29 de Abril de 2020 às 15:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O número de contas de serviços mínimos bancários registou um forte aumento no último ano. Segundo dados divulgados esta quarta pelo Relatório de Supervisão Comportamental do Banco de Portugal, foram abertas mais de 47 mil novas contas "low cost" em 2019, tendo a maioria resultado da conversão de outras contas à ordem.

Havia no final do ano passado 103.628 contas de serviços mínimos bancários, 75,1% acima das 59.173 que existiam em 2018. Ao longo do ano foram abertas 47.587 contas, tendo 38.279 resultado da conversão de outras contas e 9.308 tratam-se de novas contas. Estas contas cuja principal especificidade é o baixo custo têm registado um forte crescimento nos últimos anos, com cada vez mais pessoas a procurar estas contas.

De acordo com o relatório, o número de primeiros titulares com mais de 65 anos de idade representa cerca de um terço do total (34,3%). Já os jovens com idade inferior a 25 anos foram os que menos recorreram a este regime (4,2%).

"Nas 47.587 contas constituídas em 2019, verifica-se uma distribuição quase equitativa entre clientes do género masculino (50,2%) e feminino (49,8%)", acrescenta o relatório hoje divulgado.


Ver comentários
Saber mais Relatório de supervisão comportamental Banco de Portugal reclamações clientes serviços mínimos bancários
Outras Notícias