Mercados Natixis quer contratar mais 200 pessoas este ano no Porto

Natixis quer contratar mais 200 pessoas este ano no Porto

O centro de competências de IT da Natixis no Porto conta já com mais de 300 pessoas e o banco de investimento prevê contratar mais 200 ainda em 2018.
Patrícia Abreu 07 de março de 2018 às 08:00

O objectivo da Natixis para o centro de competências de tecnologias de informação era contratar 600 pessoas até ao final de 2019. Mas, segundo Nathalie Risacher, o banco de investimento deverá terminar 2018 com mais de 500 funcionários, um número que está acima das metas iniciais de contratações da entidade.

O centro de competências do Porto arrancou há um ano. Quantas pessoas têm actualmente?
Neste momento temos um pouco mais do que 300 pessoas. O centro arrancou há um ano, tem sido um período muito desafiante, mas bem-sucedido. E estamos acima das nossas expectativas. Esperamos contratar mais 200 pessoas até ao final de 2018. O nosso objectivo final é ter mais de 600 até ao final de 2019.
Outra razão para termos escolhido o Porto é que até agora conseguimos atrair esses talentos e vamos ser capazes de encontrar essas competências no Porto.

Qual o balanço que faz deste primeiro ano de actividade?
Estamos acima do nosso objectivo em termos de contratações. Também começámos a criar um ecossistema, que foi muito importante para nós, porque os nossos planos no Porto são a longo prazo. As pessoas que contratamos são funcionários da Natixis e queremos garantir que fazem parte das operações da Natixis a nível global. Isso significa que também temos de construir uma relação com a universidade, desenvolvermos alguns programas de treino.
Estamos a fazer formação em Portugal, mas também em Paris. É isto que temos estado a fazer, adicionalmente a todas as questões administrativas que temos de fazer quando abrimos um centro em qualquer local do mundo.

Pretendem transferir outras actividades para o Porto?
É apenas um centro de tecnologias de informação. Dentro das tecnologias cobrimos toda a actividade do banco, que é sobretudo CIB e também gestão de activos, serviços financeiros e actividade seguradora. Tudo o que fazemos na área de TI pode ser feito no centro no Porto.

Estamos acima do nosso objectivo em termos de contratações. Também começámos a criar um ecossistema, que foi muito importante, porque os nossos planos no Porto são a longo prazo. Nathalie Risacher
Country Manager da Natixis para Portugal



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Ataquem na Gestão de Ativos 07.03.2018

Vocês são reconhecidamente muito bons nela
(recordo o Prof.Andrew Lo, do MIT e o que significa)
e os Portugueses bem precisam de quem dinamize o sector,
e aproveite o seu imenso potencial de criar valor
a favor de quem trabalha e poupa em Portugal.
O País é muito rico em potenciais elementos de grande qualidade
em matéria de Gestão de Ativos.
O que é preciso é que sejam enquadrados, motivados e focalizados
em atividades criadoras de real valor para quem usa os seus serviços.
Mandem à fava uma cultura negativa
de defesa de tachos e de parasitismos,
e focalizem-se numa cultura positiva de
trabalho árduo, competência, dinamismo e criatividade,
seguindo o exemplo da Vossa casa mãe,
cujas qualidades bem conheço,
e aproveitando ao máximo as potencialidades
dessa magnífica zona de Portugal que escolheram.
Prá frente na Gestão de Ativos,
a bem dos investidores Portugueses,
a bem dos valores da cultura Francesa que Vocês encarnam,
a bem do prestígio da entidade que representam.

comentários mais recentes
General Ciresp 07.03.2018

Oh minha rica filhinha permite-me entrar na tua pagina para agradecer a este PORTUGUES ou PORTUGUESA pelas palavras q me dirigiu,isto tocou-me mesmo la no fundo do meu coracao.Esta e a minha maneira de ser:muitos reveem-se nela outros nao,mas nem por isso guardo rancor,a vida e assim mesmo.Obrigado.

Ataquem na Gestão de Ativos 07.03.2018

Vocês são reconhecidamente muito bons nela
(recordo o Prof.Andrew Lo, do MIT e o que significa)
e os Portugueses bem precisam de quem dinamize o sector,
e aproveite o seu imenso potencial de criar valor
a favor de quem trabalha e poupa em Portugal.
O País é muito rico em potenciais elementos de grande qualidade
em matéria de Gestão de Ativos.
O que é preciso é que sejam enquadrados, motivados e focalizados
em atividades criadoras de real valor para quem usa os seus serviços.
Mandem à fava uma cultura negativa
de defesa de tachos e de parasitismos,
e focalizem-se numa cultura positiva de
trabalho árduo, competência, dinamismo e criatividade,
seguindo o exemplo da Vossa casa mãe,
cujas qualidades bem conheço,
e aproveitando ao máximo as potencialidades
dessa magnífica zona de Portugal que escolheram.
Prá frente na Gestão de Ativos,
a bem dos investidores Portugueses,
a bem dos valores da cultura Francesa que Vocês encarnam,
a bem do prestígio da entidade que representam.

Re:General Ciresp 07.03.2018

Constato que provavelmente estás fora de Portugal.
Votos das maiores felicidades
e que honres sempre, como seguramente estás a fazer,
a tua condição de Português,
que essa (sejas do Benfica, Sporting ou Porto ou de qualquer outro;
sejas do PS, PSD, PCP, CDS, ou BE)
é a mais relevante e responsabilizante.
Grande abraço, de longe, longe, longe, e bom dia para Ti.

General Ciresp 07.03.2018

Oh minha rica MENINA,se nos conseguirmos enterrar o lixo q somos,a terrra vai tornar-se mais fertil,dai aparecer coisas de nos espantar.O ano passado fins de Novembro tive de ir a portugal por motivos familiares.Ia todos os dias ao porto,Fiquei espantado ao ver tantas"KAPAS NEGRAS"eles querem b empr

pub