Mercados Natixis quer contratar mais 200 pessoas este ano no Porto

Natixis quer contratar mais 200 pessoas este ano no Porto

O centro de competências de IT da Natixis no Porto conta já com mais de 300 pessoas e o banco de investimento prevê contratar mais 200 ainda em 2018.
Patrícia Abreu 07 de março de 2018 às 08:00

O objectivo da Natixis para o centro de competências de tecnologias de informação era contratar 600 pessoas até ao final de 2019. Mas, segundo Nathalie Risacher, o banco de investimento deverá terminar 2018 com mais de 500 funcionários, um número que está acima das metas iniciais de contratações da entidade.

O centro de competências do Porto arrancou há um ano. Quantas pessoas têm actualmente?
Neste momento temos um pouco mais do que 300 pessoas. O centro arrancou há um ano, tem sido um período muito desafiante, mas bem-sucedido. E estamos acima das nossas expectativas. Esperamos contratar mais 200 pessoas até ao final de 2018. O nosso objectivo final é ter mais de 600 até ao final de 2019.
Outra razão para termos escolhido o Porto é que até agora conseguimos atrair esses talentos e vamos ser capazes de encontrar essas competências no Porto.

Qual o balanço que faz deste primeiro ano de actividade?
Estamos acima do nosso objectivo em termos de contratações. Também começámos a criar um ecossistema, que foi muito importante para nós, porque os nossos planos no Porto são a longo prazo. As pessoas que contratamos são funcionários da Natixis e queremos garantir que fazem parte das operações da Natixis a nível global. Isso significa que também temos de construir uma relação com a universidade, desenvolvermos alguns programas de treino.
Estamos a fazer formação em Portugal, mas também em Paris. É isto que temos estado a fazer, adicionalmente a todas as questões administrativas que temos de fazer quando abrimos um centro em qualquer local do mundo.

Pretendem transferir outras actividades para o Porto?
É apenas um centro de tecnologias de informação. Dentro das tecnologias cobrimos toda a actividade do banco, que é sobretudo CIB e também gestão de activos, serviços financeiros e actividade seguradora. Tudo o que fazemos na área de TI pode ser feito no centro no Porto.

Estamos acima do nosso objectivo em termos de contratações. Também começámos a criar um ecossistema, que foi muito importante, porque os nossos planos no Porto são a longo prazo. Nathalie Risacher
Country Manager da Natixis para Portugal



pub