Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BP prevê que petróleo represente menos de metade do portefólio

A petrolífera britânica quer reduzir a sua dependência do negócio de petróleo. Gás natural é a aposta.

Bloomberg
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 10 de Julho de 2018 às 13:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A BP reconhece que está em curso uma transição energética e assume que quer reduzir a sua exposição ao negócio de petróleo. Pether Mather, vice-presidente da BP para a Europa, adianta que a companhia pretende que 60% do seu portefólio seja gás natural e apenas 40% petróleo.


"Queremos mudar o foco do petróleo para o gás natural", reconheceu Peter Mather, vice-presidente do BP Group, numa conferência realizada esta terça-feira, 10 de Julho, em Lisboa, onde a empresa apresentou as conclusões do seu relatório anual "Statistical Review of World Energy". Num painel para debater a transição energética, o responsável da petrolífera britânica adiantou que a companhia pretende aumentar a sua exposição ao gás natural, ao mesmo tempo que reduz o peso do crude, ainda que admita que não vai desistir do negócio do petróleo.


Peter Mather informou ainda que a companhia está consciente da transição na energia e não quer ficar para trás, tendo como objectivo baixar as emissões de carbono do seu negócio. Assim, a BP quer aumentar o seu negócio no segmento das energias renováveis e alternativas. O objectivo é modernizar a empresa.


No segmento de distribuição, a BP refere que, apesar de estar muito satisfeita com a actividade em Portugal, muito do crescimento nesta área está a ocorrer em países em vias de desenvolvimento. A companhia prevê crescer mais em países como o México, a China, a Índia ou a Indonésia, enquanto na Europa o crescimento será menor.

Ver comentários
Saber mais BP relatório transição energética petróleo gás natural Peter Mather
Outras Notícias