Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Juros de Portugal abaixo de 2,5% após subida de "rating"

A melhoria do "rating" da S&P a Portugal está a ter um efeito positivo nos juros da dívida portuguesa, que estão a recuar em todas as maturidades, situando-se abaixo de 2,5% no prazo a 10 anos.

Miguel Baltazar/Negócios
  • Assine já 1€/1 mês
  • 38
  • ...

Os juros da dívida pública portuguesa estão a recuar em todas as maturidades, beneficiando com a decisão surpresa da Standard & Poor’s na sexta-feira à tarde, quando subiu o "rating" da dívida portuguesa de "BB" para "BB+".

 

No prazo a 10 anos os juros estão a recuar 3 pontos base para 2,48%, sendo que as quedas nos restantes prazos são também ligeiras. As obrigações do Tesouro a cinco anos, de acordo com as taxas genéricas da Bloomberg, negoceiam com uma "yield" de 1,19% e os títulos a dois anos seguem com um juro de 0,36%.

 

Nos restantes países periféricos do euro a tendência é diferente. Em Itália e Espanha os juros dos títulos a 10 anos estão praticamente estáveis (1,76% em Itália e 1,94% em Espanha), enquanto na Grécia sobem 2,8 pontos base para 8,25%, depois de ontem o Syriza ter ganho as eleições no país.

 

A descida dos juros da dívida portuguesa acontece depois da S&P ter deixado o "rating" soberano a apenas um nível de sair de "lixo". Os analistas não antecipavam qualquer mexida devido à proximidade das legislativas, mas a agência assinalou que não espera uma mudança de políticas qualquer que seja o resultado.

 

A agência de notação financeira sustentou a sua decisão de subir o rating com o facto de "a actividade económica e a consolidação orçamental em Portugal estarem a recuperar, em linha com as expectativas, colocando o rácio da dívida pública numa trajectória descendente após 15 anos consecutivos de aumentos". 

Os analistas admitem agora que a revisão da S&P pode abrir as portas para que já esta sexta-feira a Fitch decida retirar a classificação de Portugal do "lixo". 

Ciaran O'Hagan diz que a possível revisão da Fitch para Portugal, agendada para 25 de Setembro, "é muito mais importante". "Possivelmente, Portugal poderá sair de 'lixo'", atira o director de estratégia de dívida do Société Générale. Actualmente, a Fitch tem a dívida nacional no último nível especulativo ("BB+"), com uma perspectiva "positiva". "Seria uma surpresa positiva ver Portugal de novo numa classificação de 'investimento'", defende.

"A próxima [revisão] será a mais importante", atira Jack Di-Lizia. O estratego de dívida do Deutsche Bank nota que "se a Fitch subisse Portugal para uma classificação de investimento, isso seriam muito boas notícias". Na antevisão às três datas indicativas para Portugal em Setembro, o especialista já previa que a revisão pela Fitch era a mais provável, devido à perspectiva "positiva". "Mas a grande questão é se, com a taxa de juro a 10 anos em 2,5%, realmente importa que Portugal seja 'lixo'?"

Ver comentários
Saber mais Standard & Poor's S&P rating juros dívida yield Euronext
Outras Notícias