Outros sites Cofina
Negocios em rede
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Notícia

Um exemplo na Europa

O Taguspark é um espaço que promove o desenvolvimento económico e científico alinhado com a sustentabilidade, a ética e a dignidade humana.

18 de Setembro de 2020 às 08:02
  • ...

Ser o parque empresarial mais cívido da Europa. Para alcançar este objetivo foram traçados quatro pilares que devem ser cumpridos por todos os que frequentam os espaços públicos e privados do Taguspark.

O primeiro pilar é comportamental e está relacionado com o objetivo de ter zero beatas de cigarros no chão, zero papéis no chão, zero automóveis mal estacionados.

O segundo pilar diz respeito à separação de resíduos sólidos. No âmbito da economia circular há várias iniciativas nessas áreas. Um exemplo é o projeto que está a ser desenvolvido no ISQ, com uma startup, e que consiste em criar um tijolo para a construção civil cuja matéria-prima são as beatas.

O terceiro pilar é um objetivo de mais longo prazo e prende-se com a vontade de alcançar a independência energética. Nesse sentido estão a introduzir gradualmente fontes de energia solar para alimentar toda a infraestrutura do Taguspark.

Por último, mas não menos importante, surge o pilar da dignidade laboral. Há uma vontade em garantir que o salário mínimo no Taguspark seja superior a mil euros. Salário mínimo para prestadores de serviços fixado em 900 euros. 

A medida que se encontra em vigor desde junho, ao abrigo de uma nova política de remunerações definida para o parque de ciência e tecnologia, permite aos trabalhadores que prestam serviços de limpeza e jardinagem no parque, por conta de empresas terceiras, passarem a auferir um salário mínimo de 900 euros e que vai até aos 1200 euros. O valor representa uma valorização de 41,7% face ao salário mínimo nacional atualmente em vigor.

Esta política enquadra-se no objetivo de tornar o Taguspark no Parque Mais Cívico da Europa e tem por objetivo implementar uma política de dignidade salarial para com aqueles que diariamente prestam serviços por conta de outrem nas instalações do parque.

Garantindo assim salários que reconheçam o bom trabalho, fomentem a motivação e contribuam para condições de vida com maior felicidade e dignidade. O processo teve por base uma negociação com as entidades prestadoras destes serviços, a quem o Taguspark paga um valor mensal pela prestação dos mesmos.

Mais notícias