Outros sites Cofina
Notícia

Uma aplicação para apoio médico e psicológico

O cancro da mama é uma das doenças oncológicas mais prevalentes em Portugal com 7 mil novos diagnósticos anuais.

Filipe S. Fernandes 26 de Novembro de 2020 às 13:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Categoria: Inovação Hospitalar
Projeto: Oncommunities
Instituição: Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil


O cancro da mama é uma das doenças oncológicas mais prevalentes em Portugal com 7 mil novos diagnósticos anuais. "O primeiro ano de tratamento compreende o diagnóstico e os tratamentos mais agressivos em que as doentes estão mais expostas e vulneráveis ao sofrimento físico e psicossocial, que se não for devidamente sinalizado e acompanhado terá impacto na qualidade de vida, no bem-estar e na morbilidade associada ao cancro", explica Ana Pais, diretora clínica do Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil.

Reconhecendo a estreita ligação entre dificuldades psicológicas e sintomas físicos, esta aplicação (APP Oncommunities) permite uma monitorização mais estreita e o contacto direto com a equipa de saúde. "Sintomas físicos controlados garantem uma maior segurança ao doente e à equipa, estando associados a menores índices de sofrimento psicológico, a aplicação Oncommunities é uma ferramenta inovadora que garante a triagem precoce e monitorização contínua, disponibilizando recursos de caráter psicoeducativo que facilitam a adaptação às exigências da doença e dos tratamentos", adianta Ana Pais.

Atualmente têm acesso à aplicação Oncommunities 84 mulheres com cancro da mama em tratamento no IPO de Coimbra, estando previsto o recrutamento de 100 mulheres até ao final do ano. Os doentes apontam como principais vantagens da aplicação o uso fácil e intuitivo para todas as faixas etárias, proximidade à equipa e acesso fácil a uma equipa multidisciplinar, possibilidade de reportar sintomas desagradáveis e de ter orientação rápida, esclarecimento célere de dúvidas e minimização de sintomas ansiosos.

Para os profissionais de saúde que integram este projeto sublinham a satisfação por integrar um projeto inovador, a gratificação profissional pela proximidade aos doentes e a possibilidade de antecipação e melhor controlo de eventos adverso, para além da minimização do recurso urgência e da maior eficiência na gestão de recursos face às necessidades descritas na literatura.

O projeto Oncommun é um programa europeu para complementar e melhorar o acompanhamento e suporte psicossocial de mulheres com cancro da mama, durante o primeiro ano de tratamento oncológico ativo. Esta aplicação teve origem no Instituto Catalán de Oncologia em 2019, tendo sido criados dois projetos-piloto, um na Polónia e outro em Portugal, este último uma parceria com o IPO de Coimbra e o Instituto Pedro Nunes. A plataforma foi desenvolvida e financiada no âmbito do programa EIT Health.