Trading Plus500 afunda mais de 40% após quebra abrupta nas receitas

Plus500 afunda mais de 40% após quebra abrupta nas receitas

As ações da Plus500 afundaram para mínimos de 2017, depois da plataforma de negociação online ter revelado as suas receitas do primeiro trimestre do ano.
Negócios
Negócios 12 de abril de 2019 às 09:23

A plataforma de negociação online Plus500 revelou que as receitas do primeiro trimestre do ano deslizaram mais de 80% para 53,9 milhões de dólares, o que compara com os 297,3 milhões arrecadados no ano passado.

 

Neste período, o número de utilizadores ativos recuou de 218.187 para 97.921.

 

A Plus500, que é a principal patrocinadora do Atlético de Madrid, justifica a redução dos volumes de negociação com a baixa volatilidade dos mercados financeiros, de acordo com a Reuters.

 

Os números estão a ser mal recebidos pelos investidores, que já provocaram uma queda de 44,44% das ações. Os títulos chegaram a cotar nos 399,70 pence, o que corresponde ao valor mais baixo desde fevereiro de 2017. Entretanto atenuaram a descida e seguem a perder 29,22% para 509,20 pences.

 

A contribuir para esta descida acentuada das ações estará também a falta de visibilidade dada pela empresa. "É impossível prever as condições do mercado para o resto do ano, por isso é muito cedo para tirar conclusões" sobre o que esperar até ao final do ano, salientou a empresa através de um comunicado, citado pela Bloomberg.

PUB

Conheça mais sobre as soluções de trading online da DeGiro.

DeGiro

Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI