Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Gonçalo Marques: É importante perceber que se é uma gota de água no oceano

Gonçalo Marques é trompetista, professor na Escola Superior de Música e no Hot Clube, programador e tudo o mais que possa significar ser músico de jazz. Como todos os músicos, faz muitas coisas para poder fazer uma só: a sua música. Gostava de passar mais tempo a trabalhar em vão, que é o que todos os criativos têm que fazer, mas o tempo é um dos bens essenciais que passaram a pequenos luxos. Foi a Boston para aprender mais e ter a certeza de que é só mais um músico de jazz. Voltou para continuar a fazer música e a formar músicos, porque há coisas que não se medem apenas em leis de oferta e procura. É director pedagógico da Férias com Jazz, da Lisbon Jazz Summer School, que este ano acontece outra vez, em Julho, no Centro Cultural de Belém. Aí, vê os miúdos descobrirem instrumentos e uma língua nova, a língua mais universal, talvez o único traço comum a toda a humanidade: fazer música.

Miguel Baltazar/Negócios
Susana Moreira Marques 13 de Junho de 2014 às 09:00
  • Partilhar artigo
  • ...

1. Estudei sempre em áreas mais científicas e, quando entrei para a universidade, acabei por ir estudar Física. Tocava guitarra, coisa típica para um adolescente, tocava com amigos e um deles tinha um padrasto que tinha muitos discos de jazz em casa. Eu e os outros começámos a ouvir os discos e a ficar entusiasmados. Eu fui o único que levou a coisa a sério e resolvi inscrever-me na escola do Hot Clube, tinha 16 anos. Comecei

...

Ver comentários
Saber mais Gonçalo Marques
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Outras Notícias