Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Importas-te de levar Marilyn a casa?

Ora, Marilyn não era movida a sexo, mas sim a um romantismo idealizado.

Gene Lester/Getty Images
Manuel S. Fonseca 15 de Janeiro de 2023 às 10:00
  • Partilhar artigo
  • ...

Na cama, Marilyn Monroe era violenta a fazer amor. Está escrito a meio das 800 páginas da autobiografia, "Uma Vida", de Elia Kazan, realizador de "Um Eléctrico Chamado Desejo" e "A Leste do Paraíso". É comovente e cândido o que Kazan escreve sobre essa Marilyn que amou, essa Marilyn que, com graciosidade e pureza, o trocaria por um amigo, o escritor Arthur Miller.

Mas antes de os vermos sentados, aos três, no sofá, nessa noite em

...

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio