Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quantos modos humanos de amar são possíveis?

O último romance de Kazuo Ishiguro, “Klara e o Sol”, abala todas as coordenadas que temos sobre as possibilidades da inteligência artificial. O escritor não está interessado em discutir se as máquinas podem ter uma consciência humana. Ishiguro quer escrever sobre a hipótese de uma máquina superinteligente constituir o único ser contemporâneo capaz de dar amor puro

Getty Images
José Vegar 16 de Abril de 2021 às 14:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Há um momento em que Kazuo Ishiguro é extremamente claro sobre o que quis escrever em "Klara e o Sol". Na conversa a dois que realizou com o Nobel e geneticista Venki Ramakrishnan, organizada em março pelo festival literário do Financial Times Weekend, Ishiguro revelou estar "preocupado" com o impacto "tremendo do desenvolvimento" da inteligência artificial e da edição genética "nas relações humanas dentro da família".

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais Ishiguro inteligência artificial amor computação família humanidade empatia consciência humanos identidade
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias