Ambiente Fundo Azul paga os primeiros 500 mil euros este mês

Fundo Azul paga os primeiros 500 mil euros este mês

A ministra do Mar disse esta quinta-feira no Parlamento que o Fundo Azul recebeu até agora 2.065 candidaturas e que mais de uma dezena foi aprovada. Os primeiros pagamentos, garantiu, terão lugar este mês.
Fundo Azul paga os primeiros 500 mil euros este mês
Pedro Ferreira
Maria João Babo Lusa 12 de abril de 2018 às 17:11

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, disse esta quinta-feira, 12 de Abril, no Parlamento que os primeiros 500 mil euros de apoios do Fundo Azul, criado designadamente para financiar startups tecnológicas da economia do mar, vão ser pagos este mês.

No debate público sobre a economia do mar e o sector marítimo-portuário, Ana Paula Vitorino disse que o Fundo Azul já recebeu 205 candidaturas, tendo sido aprovada mais uma dezena. Quanto aos primeiros pagamentos, disse que estão a decorrer os processos de consulta "para que possam ser efectivados".

Ana Paula Vitorino respondia às críticas do deputado do PSD Pedro do Ó Ramos, que lembrou que o Fundo Azul foi criado em Março de 2016 e tinha uma previsão de execução de 13 milhões de euros ainda em 2017.

As críticas dos social-democratas incidiram também sobre os investimentos nos portos  e a renegociação das concessões dos terminais portuários.

A ministra do Mar respondeu aos exemplos de derrapagens nos calendários com o argumento de que o plano de investimentos nos portos  -  no valor de 2,5 mil milhões de euros  - são para ser "concretizados em 10 anos e durarão quase um século".

Ana Paula Vitorino  disse ainda no Parlamento que a economia do mar representa 3,6% do emprego na economia portuguesa" e apontou que, entre 2003 e 2016, o volume de negócios da economia do mar cresceu 13%, afirmando esperar que a tendência se continue a verificar no último triénio.

"Este crescimento foi impulsionado [pelo aumento] de 13% nos portos, pela construção naval que subiu 48%, a pesca e a transformação aumentou 5%, destacando-se o aumento de 23% no preço médio de primeira venda", notou.




pub