Conjuntura Bankinter melhora previsão e espera défice nulo em Portugal este ano

Bankinter melhora previsão e espera défice nulo em Portugal este ano

O Bankinter melhorou a sua estimativa para o saldo orçamental português este ano, de -0,2% para 0%, mas manteve as previsões para o crescimento económico devido à quebra das exportações, segundo a sua Estratégia de Investimento hoje divulgada.
Bankinter melhora previsão e espera défice nulo em Portugal este ano
Lusa
Lusa 09 de julho de 2019 às 16:33

"Fruto sobretudo da queda dos juros da dívida portuguesa nos últimos meses, melhoramos a nossa estimativa para o saldo orçamental este ano, de - 0,2% para 0%", indica a Estratégia de Investimento do Bankinter Research para o terceiro trimestre de 2019, hoje divulgada.

 

A instituição adianta que melhora também a previsão para o rácio da dívida pública em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), para 118% em 2019 e 115% em 2020, referindo que a trajetória descendente deste rácio tem vindo a superar as suas expectativas.

 

O Bankinter indica que, no capítulo das Finanças Públicas, "Portugal está claramente na direção correta, ao contrário dos seus principais congéneres europeus" e acrescenta que "o elevado controlo orçamental e, sobretudo, a forte diminuição da fatura com os juros têm permitido diminuir o défice de forma expressiva, estando prestes a transformar-se em 'superavit'", depois do défice de 0,5% registado em 2018.

 

Segundo o Bankinter, Portugal beneficia de "um forte dinamismo interno, que permite mitigar o impacto dos riscos externos".

 

A instituição antecipa uma ligeira moderação do crescimento do consumo privado, para 2,3% este ano e 1,9% em 2020, adiantando tratar-se de "um nível suficientemente elevado para dinamizar a atividade económica do país".

 

Contudo, o Bankinter manteve inalteradas as estimativas de crescimento do PIB em 1,8% para este ano e 1,7% em 2020, devido à "quebra das exportações". E apresenta "pela primeira vez" uma previsão para 2021, antecipando um crescimento de 1,6%.

 

O Governo espera um défice de 0,2% do Produto Interno Bruto (PIB) para 2019, depois do défice de 0,5% registado no ano passado, uma estimativa corroborada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

 

Já o Conselho das Finanças Públicas antecipa um défice de 0,3% este ano, enquanto a Comissão Europeia estima um saldo orçamental negativo de 0,4% e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) prevê um défice de 0,5% em 2019.

 

Portugal registou um excedente orçamental de 0,4% do PIB até março, face ao défice de 1% no período homólogo, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) em 24 de junho.

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI