Conjuntura Caldeira Cabral defende que economia está melhor e portugueses também

Caldeira Cabral defende que economia está melhor e portugueses também

O ministro da Economia comentou os dados do INE sobre o comportamento da economia portuguesa em 2016. Manuel Caldeira Cabral afirmou que economia está melhor, bem como as empresas e os portugueses.
Caldeira Cabral defende que economia está melhor e portugueses também
Miguel Baltazar
Marta Moitinho Oliveira 14 de fevereiro de 2017 às 12:01
O ministro da Economia considerou esta terça-feira, 14 de Fevereiro, que "as perspectivas para 2017 são melhores do que para 2016", referindo-se à evolução da economia no dia em que o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que o PIB cresceu 1,4% no ano passado, superando as expectativas recentes.

Manuel Caldeira Cabral falava aos jornalistas à margem da visita à Agência Nacional de Inovação, no Porto. "Está melhor a economia, as empresas, mas também os portugueses", afirmou o governante, pretendendo assim sublinhar que o crescimento da economia no ano passado não se fica pela observação dos indicadores a nível macroeconómico, mas que chega ao dia-a-dia das empresas e das famílias.

O ministro da Economia referiu-se ainda aos dados da confiança dos consumidores, que têm apontado para um reforço no optimismo dos consumidores, mas também à evolução das exportações. Caldeira Cabral adiantou que as contas externas melhoraram até Novembro 900 milhões de euros face ao ano anterior.

O governante destacou que a economia está a crescer com "melhor equilíbrio externo".

O PIB português avançou 1,9% nos últimos três meses do ano em comparação com o mesmo período de 2015. Um valor que fica em linha com a previsão da Comissão Europeia. Para a totalidade do ano, a conclusão do INE é que Portugal cresceu 1,4%, um valor que supera a previsão de Bruxelas (1,3%), bem como do Governo português (1,2%)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI