Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Edifícios construídos aumentaram em 2017, depois de mais de uma década a cair

O número de edifícios construídos em 2017 aumentou quando comparado com o ano anterior. Desde 2005 que isto não acontecia. Mesmo assim, os números ainda estão bem longe dos valores pré-crise.

Krisztian Bocsi / Bloomberg
Margarida Peixoto margaridapeixoto@negocios.pt 16 de Março de 2018 às 12:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O número de edifícios cuja construção foi concluída em 2017 – incluindo construção nova, ampliações, alterações e reconstruções – subiu 17,1%, revelou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE). Esta foi a primeira vez em mais de uma década que a construção de edifícios subiu. Contudo, os valores continuam muito aquém do que se verificava no período pré-crise.

Segundo o INE, foram foram concluídas 12.489 obras de construção de edifícios em Portugal, no ano passado, mais 1.828 do que em 2016. É preciso recuar a 2005 para encontrar outro ano em que o número de edifícios construídos no país tenha aumentado. Ainda assim, os dados do organismo de estatística mostram que os valores continuam num nível muito baixo, quando comparados com o período pré-crise.

Em 2005, foram construídos quase 50 mil edifícios. Desse ano em diante, o número de edifícios construídos começou a reduzir-se, mas em 2008 ainda foram construídos 40.803 edifícios em Portugal.

Construção para habitação domina, mas menos

Os números do INE mostram que a construção para habitação familiar continua a dominar. Em 2017, do total de obras concluídas, 67% destinavam-se a este fim. Ainda assim, o peso da habitação diminuiu durante a década de contracção da construção. Até 2008, mantinha-se acima de 80%, baixando progressivamente até 2015 e começando a recuperar ligeiramente desde então.

O mesmo tipo de tendência está presente no peso da construção nova no total de obras concluídas. Até 2008 a construção nova respondia por 80% ou mais do total da construção. Depois, durante o período mais negro da crise perdeu terreno para os outros tipos de intervenção. Os anos em que teve menor peso foram 2014 e 2015, quando valia 66% do total. Em 2016 e 2017 a construção nova voltou a ganhar terreno, atingindo os 70%.

Mais licenciamentos em 2017

Olhando para os licenciamentos aprovados no ano passado, verifica-se um crescimento de 10,6%, ligeiramente abaixo dos 10,9%. 

"Na última década o número de edifícios licenciados reduziu-se em cerca de 20,5 mil edifícios, correspondendo a uma diminuição de 52,6%", sublinha o INE. Em 2008 foram licenciados 39 mil edifícios, no ano passado ficaram-se pelos 18,5 mil.

O organismo de estatística explica que a redução mais intensa verificou-se na segunda metade da década, com particular destaque para 2013.
Ver comentários
Saber mais Construção Edifícios concluídos edifícios licenciados construção nova reabilitação
Mais lidas
Outras Notícias