Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministério encurta prazos de contratação de professores para tentar garantir aulas a 18 de maio

Para que não faltem docentes a 18 de maio, quando recomeçarem as aulas presenciais para o 11.º e 12.º anos, o Governo garante que vai agilizar os processos de contratação, adianta o Público.

David Cabral Santos
Negócios jng@negocios.pt 13 de Maio de 2020 às 09:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Ministério da Educação garantiu aos diretores de escolas que os prazos de contratação de professores serão encurtados, por forma a garantir que não haverá falhas a 18 de maio, quando recomeçarem as aulas presenciais para os alunos do 11º e do 12º anos, escreve o Público na sua edição desta quarta-feira.

 

O objetivo é que os alunos tenham aulas presenciais nas disciplinas em que depois haverá exames, mas as regras impostas em período de pandemia, nomeadamente o encurtamento do número de alunos por turma e a manutenção em teletrabalho dos docentes que sejam de risco, levará à necessidade de contratar mais professores.

 

Ao todo, serão cerca de 160 mil os alunos que poderão regressar às aulas, e a "agilização" dos modelos de contratação de docentes para suprir os que estarão em falta, por pertenceram a grupos de risco, passará por encurtar prazos para a sua colocação, explica o Público.

 

Ver comentários
Outras Notícias