Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal soma mais 2.608 casos e outubro já é o pior mês. Há mais 21 mortes

Nas últimas 24 horas registaram-se 2.608 novas infeções pelo coronavírus, um recorde diário, colocando outubro, ao fim de 15 dias, como o mês com mais casos de covid-19 no país desde o início da pandemia. Foram reportadas mais 21 mortes.

Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 16 de Outubro de 2020 às 13:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
Nas últimas 24 horas o número de novos casos de infeção pelo coronavírus em Portugal ascendeu a 2.608, o valor mais elevado de sempre, e superando a fasquia dos dois mil infetados pelo terceiro dia consecutivo, revelou esta sexta-feira, 16 de outubro, a Direção-Geral de Saúde (DGS). O total de casos desde o início da pandemia cifra-se agora em 95.902.

No que se refere aos óbitos, foram contabilizadas mais 21 vítimas mortais, o maior valor desde 29 de abril, aumentando o número de mortes pela doença para 2.149.

Ao fim de apenas 15 dias, outubro regista 19.506 novas infeções, superando o anterior recorde mensal de todo o mês de setembro, com 18.153 infeções.

Os casos recuperados totalizam 56.066, um aumento de 985 face ao anterior registo, o que constitui o número mais elevado desde 24 de maio.

O número de casos ativos, que resulta da subtração dos óbitos e casos recuperados ao total de casos confirmados, atingiu os 37.687, mais 1.602 do que na véspera e o número mais alto desde o início da pandemia, correspondendo a 39,3% do total de casos, uma percentagem que não era vista desde 23 de maio.

média diária de novos casos dos últimos sete dias é agora de 1.710,6, uma subida face aos 1.537,1 de ontem e que representa um máximo histórico.

Nos últimos 14 dias Portugal acumulou 180,8 novos casos por 100 mil habitantes. Este indicador, muito utilizado internacionalmente para medir a propagação do vírus, também está em recorde e aumentou face aos 164,1 de ontem.


O relatório da DGS mostra que há mais 22 pacientes internados, que elevam o total para 1.015, o número mais alto desde 25 de abril.

Quanto aos doentes internados em unidades de cuidados intensivos são agora 144, mais cinco do que ontem e um máximo desde 3 de maio.

A taxa de letalidade, que compara os óbitos com os casos confirmados, situa-se em 2,24%, abaixo dos 2,28% da véspera e o valor mais baixo desde 31 de março.

Norte com 1.350 casos em 24 horas

A região Norte registou 1.350 novas infeções nas últimas 24 horas, o valor mais elevado de sempre e que corresponde a 52% do total de novas infeções no país. O Norte contabiliza agora 37.157 infetados desde o início da pandemia.

Os novos casos na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) ascenderam a 725, que colocaram o total nos 46.246 casos.

Dos restantes, 323 foram no Centro, 150 no Alentejo, 44 no Algarve, 4 nos Açores e 12 na Madeira. No Centro e no Alentejo este foi também o dia com mais casos desde o início da pandemia.


No que respeita aos óbitos, nove foram em Lisboa e Vale do Tejo, dez foram no Norte e dois no Centro.

O Norte contabiliza 944 vítimas mortais desde o início da pandemia, LVT soma 866, o Centro regista 277, o Alentejo contabiliza 26, o Algarve 21 e os Açores 15. Na Madeira ainda não foi registado qualquer óbito.

Ver comentários
Saber mais Direção-Geral de Saúde DGS portugal covid casos mortes recuperados internados
Outras Notícias