Cultura Andorinha: a mais antiga locomotiva portuguesa vai ser restaurada

Andorinha: a mais antiga locomotiva portuguesa vai ser restaurada

Fabricada em Inglaterra em 1856, a Andorinha, que assegurou os primeiros serviços rápidos de Santa Apolónia a Vila Nova de Gaia, vai ser restaurada e integrar o Museu Ferroviário de Lousado, em Famalicão.
Andorinha: a mais antiga locomotiva portuguesa vai ser restaurada
A Andorinha é a mais antiga locomotiva portuguesa a vapor, fabricada em Inglaterra em 1856 e que chegou a Portugal no ano seguinte.
Rui Neves 13 de maio de 2019 às 15:14

A mais antiga locomotiva portuguesa a vapor, construída em 1856 em Inglaterra, por William Fairbaim&Sons, foi adquirida em 1857 num lote de quatro locomotivas destinadas ao caminho-de-ferro do Leste (Lisboa-Elvas).

 

Durante mais de 100 anos, rebocou comboios de passageiros e fez serviço de manobras. Assegurou os primeiros serviços rápidos de Lisboa - Santa Apolónia a Vila Nova de Gaia e o apoio na construção das linhas do Minho e do Douro, inaugurou a Ponte Maria Pia, entre  Porto e Gaia, e fez, também, durante anos, a ligação Porto/Braga.

 

Transportou ainda os aviadores Gago Coutinho e Sacadura Cabral no périplo que fizeram pelo país após a primeira travessia aérea entre Portugal e o Brasil.

 

Parqueada desde 2002 em Nine, altura em que foi retirada da antiga secção museológica de Braga, onde esteve guardada desde 1977, integra o espólio do Museu Nacional Ferroviário que se encontra em Vila Nova de Famalicão e vai ser agora alvo de uma intervenção profunda de restauro, anunciou a autarquia, sem detalhar o custo da obra.

 

A Andorinha, como foi batizada, "vai viajar até às instalações do Museu Nacional Ferroviário, onde irá beneficiar de um processo de recuperação e restauro a efetuar pelos técnicos competentes, num processo coordenado pela Fundação do Museu Nacional Ferroviário", revelou a Câmara de Famalicão, em comunicado.

 

Com o objetivo de preservar este singular exemplar do património ferroviário nacional, o município acordou com a Fundação do Museu Nacional Ferroviário e a Junta de Freguesia de Nine "uma posição conjunta, que vai permitir a realização de uma intervenção de restauro há muito aguardada e que só agora se vai concretizar".

 

 

Após o restauro, de acordo com o que ficou acordado entre as partes, a "Andorinha" regressará a Vila Nova de Famalicão, ficando guardada e exposta para visita no Museu Ferroviário de Lousado, num novo espaço a ser criado e com temática também alusiva à freguesia de Nine, nomeadamente no contexto da ferrovia.

 

Antes disso, a Andorinha irá integrar a "Automobilia", um evento que decorre em Aveiro, de 17 a 19 de maio, e que se destaca pela promoção, divulgação e preservação histórica dos meios de transporte, nas suas diferentes vertentes (rodoviários, ferroviários aéreos e marítimos).

 

"A presença da locomotiva na exposição surge no âmbito do processo da sua deslocalização até ao Entroncamento", explicou a Câmara de Famalicão.

 




Marketing Automation certified by E-GOI