Defesa Governo autoriza a compra de cinco helicópteros para a Força Aérea

Governo autoriza a compra de cinco helicópteros para a Força Aérea

Os novos helicópteros substituirão os Alouette III, que estão ao serviço da nação há mais de 50 anos. Este reforço tecnológico na Força Aérea acontecerá entre 2018 e 2020, não podendo exceder os 20,5 milhões de euros.
Governo autoriza a compra de cinco helicópteros para a Força Aérea
Negócios 16 de março de 2017 às 16:11
O Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, autorizou a aquisição de cinco helicópteros ligeiros monomotor, os quais substituirão os seis Alouette III (na foto), que, segundo afirmado em comunicado, representavam um atraso tecnológico para a Força Aérea, estando ao serviço de Portugal há mais de 50 anos.

Os seis Alouette III serão vendidos, segundo o comunicado enviado às redacções. 
 
Este investimento na modernização e capacitação da Força Aérea, inscrito na Lei de Programação Militar, acontecerá entre 2018 e 2020, não podendo exceder os 20,5 milhões de euros.

José Alberto Azeredo Lopes autorizou a aquisição de cinco helicópteros (permitindo, no máximo, a compra de sete), incluindo treino, sobresselentes e material de apoio, "para garantir a continuidade das missões efectuadas pelos helicópteros" Alouette III, "como instrução de pilotagem de helicópteros, busca e salvamento e evacuação sanitária militar". Estes helicópteros apoiam ainda missões de interesse público, como é o caso do combate a incêndios.

Segundo a mesma fonte, "a súbita escassez de componentes no mercado, associada à inexistência de uma entidade reparadora de motores, assim como de centros autorizados para efectuar grandes inspecções destas aeronaves inviabilizam a sua operação para lá de 2018", o que leva a esta mais recente aquisição. 



pub