Economia Banco de Portugal produziu 198 milhões de novas notas de 50 euros

Banco de Portugal produziu 198 milhões de novas notas de 50 euros

Apesar de ser pouco utilizada em Portugal, a nota de 50 euros é a mais comum na área do euro. Hoje, entra em circulação a nova nota, da segunda série.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 04 de abril de 2017 às 13:31

A Valora, empresa detida integralmente pelo Banco de Portugal, produziu 198 milhões de notas de 50 euros da nova série, "Europa", que entraram em circulação esta terça-feira, 4 de Abril. Destes 198 milhões, 108 milhões foram produzidos em 2016, sendo que mais de 88% vai para o estrangeiro.

 

A quantidade de notas feitas em território nacional representa 3,6% de todas as novas notas de 50 euros produzidas pelos bancos centrais da Zona Euro, que ascenderam a 5.400 milhões. 

 

No total, houve 16 bancos centrais da região da moeda única envolvidos na produção da nota da segunda série, num processo que demorou 20 meses. 

 

Segundo os dados divulgados esta terça-feira pelo Banco de Portugal, na Zona Euro existem 9.089 milhões de notas de 50 euros em circulação, um número que corresponde a 46% de todas as notas em circulação e 41% do valor.

 

Em Portugal, pelo contrário, a nota de 50 euros representa apenas 1% dos levantamentos em ATM, sendo que a de 20 euros é a mais utilizada no país. 

 

Nova nota de 50 euros com mais desafios à contrafacção

 

Embora mantenha o mesmo tamanho e estilo renascentista da série anterior, a nova nota de 50 euros distingue-se pelo desenho renovado, pela utilização de cores mais fortes e pelos novos elementos de segurança.

 

"As novas notas contam com três novos elementos de segurança que as tornam mais resistentes à contrafacção", explicou Hélder Rosalino, administrador do Banco de Portugal, numa conferência de imprensa para assinalar a entrada em vigor.

 

Entre os novos elementos contam-se a impressão em relevo, marca de água com retrato e janela com retrato no holograma e o número esmeralda que muda de cor com a inclinação da nota.

 

O Banco de Portugal lembra que as novas notas e as notas da primeira série vão circular ao mesmo tempo, por isso não é preciso trocar quaisquer notas. Além disso, ninguém está mandatado para recolher notas em nome do Banco de Portugal ou de qualquer instituição bancária.






Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI