Economia Comboio do rancho de Michael Jackson será leiloado

Comboio do rancho de Michael Jackson será leiloado

O rancho Neverland de Michael Jackson, que agora se chama Sycamore Valley Ranch, está à venda há quase três anos sem encontrar comprador. Mas os objectos que faziam parte dessa propriedade de cerca de 1.100 hectares têm tido mais sorte.
Comboio do rancho de Michael Jackson será leiloado
Bloomberg 11 de março de 2018 às 12:00

Mesmo antes da sua morte, em 2009, Michael Jackson tinha começado aos poucos a vender objectos de decoração, móveis, dezenas de estátuas de bronze e centenas de brinquedos e jogos da propriedade, em privado e numa tentativa (fracassada) de leilão.

 

Um desses itens era um comboio elétrico, feito por encomenda na Alemanha, que Michael Jackson comprou originalmente para que os seus filhos brincassem (mas que não deve ser confundido com o comboio de tamanho real que percorria grande parte do rancho).

 

"Ele girava ao redor de uma árvore", diz Brigitte Kruse, proprietária da GWS Auctions, em Agoura Hills, a noroeste de Los Angeles. "Eu diria que são cerca de 12 metros de via-férrea", sobre os quais a locomotiva e os seus quatro vagões davam voltas. Em cada vagão cabem duas crianças - ou um adulto que queira divertir-se.

 

O comboio foi comprado em 2008 ou 2009, segundo Kruse, por um fã de Michael Jackson. "Ele colecciona recordações de Michael Jackson desde que tinha cinco anos de idade. Agora está na faixa dos 30 anos".

 

Quando o comboio foi comprado, o novo proprietário guardou-o num armazém. "O comboio não foi tocado, nem usado, desde então", referiu Kruse.

 

Agora, será leiloado pela GWS com uma oferta inicial de 2.000 dólares. O vendedor "está com problemas de saúde e quer exibir o restante da sua colecção num museu", sublinhou Kruse, acrescentando que a venda desta e de outras recordações de Michael Jackson da sua colecção é uma tentativa de angariar fundos para fazer a exposição.

 

Mercado de recordações

 

As peças fazem parte do leilão Lendas de Hollywood e da Música, que será realizado no dia 24 de Março pela GWS e que inclui objectos de Michael Jackson, como uma luva com cristais Swarovski que usou na interpretação de Billie Jean durante a tournée "History" de 1997 (lance inicial: 2.000 dólares), além de outras peças mais esotéricas, como um frasco de remédios receitado a Milton Berle (25 dólares).

 

Embora os elementos mais pessoais entre esses itens possam parecer estranhos, existe, de uma maneira geral, um mercado próspero para objectos de colecção de Hollywood. "O interesse em coleccionar recordações de Michael Jackson, desde que ele morreu, continuou", afirma Darren Julien, presidente e CEO da casa de leilões Julien’s Auctions. "A Ásia é um grande mercado, assim como a Rússia. E também, é claro, os EUA".

 

Julien diz que espera que o comboio colocado em leilão pela GWS ultrapasse amplamente a oferta mínima. Essa também é a expectativa de Kruse. "Ouvi números entre 20.000 a 250.000 dólares", diz ela. "Acho que quando se trata de objectos de Michael Jackson há interesse dos fãs dele e também dos coleccionadores em geral".




pub