Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Coreia do Norte dispara projécteis para o mar do Japão

Os novos lançamentos foram confirmados por fontes sul-coreanas e norte-americanas e chegam depois da tensão recente entre Pyongyang e Washington.

Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 26 de Agosto de 2017 às 00:04
  • Partilhar artigo
  • 8
  • ...
A Coreia do Norte voltou a disparar vários projécteis para o mar do Japão esta sexta-feira, 25 de Agosto.

A informação foi veiculada por agências internacionais, citando fontes militares da Coreia do Sul e dos Estados Unidos.

Segundo a Bloomberg, citando uma mensagem de entidades militares de Seul, os projécteis - que serão mísseis de curto alcance - foram disparados a partir da província de Gangwon.

As chefias militares sul-coreanas confirmaram, citadas pela Associated Press, que os objectos foram disparados da costa leste da Coreia do Norte e voaram durante 250 quilómetros antes de caírem no mar. O incidente está a ser analisado por Seul e Washington, acrescentaram.

O novo lançamento dá-se depois de, nas últimas semanas, a tensão entre Pyongyang e Washington se ter agudizado, com ameaças de parte a parte.

Donald Trump prometeu na altura responder com "fúria e fogo nunca vistos" e a Coreia do Norte ameaçou atacar a zona marítima em torno de Guam, ilha sob administração norte-americana.

EUA e Coreia do Sul têm desenvolvido nos últimos dias ensaios militares na região. As forças armadas norte-americanas reafirmaram, aquando da última escalada de tensão, a sua prontidão para intervirem de imediato se necessário.

Desde Fevereiro, segundo a AP, a Coreia do Norte já levou a cabo 12 ensaios, tendo lançado 18 mísseis. Em Julho, lançou um míssil balístico intercontinental que, ameaçou, "pode alcançar qualquer ponto no mundo."

A 6 de Agosto, o Conselho de Segurança das Nações Unidas aplicou uma série de sanções à Coreia do Norte (resolução 2371) em resposta aos testes com dois mísseis balísticos intercontinentais, realizados no mês passado. Entre as sanções está a proibição de compra a Pyongyang de carvão, ferro e chumbo, além de marisco. 

(Notícia actualizada às 00:18)
Ver comentários
Saber mais Coreia do Norte conflitos EUA
Outras Notícias