Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Costa defende que porto de Sines pode ser plataforma para exportações chilenas

O primeiro-ministro defendeu que o porto de Sines pode ser a plataforma logística das exportações chilenas para os mercados europeu e norte de África, salientando também que há 400 empresas portuguesas a exportarem para o Chile.

Reuters
Lusa 14 de Junho de 2017 às 21:39
  • Partilhar artigo
  • 8
  • ...

António Costa abordou esta quarta-feira a questão das relações económicas entre Portugal e o Chile após ter estado reunido com a presidente chilena, Michelle Bachelet, no Palácio La Moneda, em Santiago.

 

O primeiro-ministro, tendo a chefe de Estado chilena ao seu lado, começou por salientar o facto de o Chile ser hoje o terceiro cliente de Portugal na América do Sul.

 

"Queremos reforçar cada vez mais as relações entre os nossos países. É importante que o Chile veja Portugal como uma porta de entrada na União Europeia. Desde logo, dispomos de um porto de excelente qualidade para poder ser a plataforma logística das exportações chilenas para a Europa e também para a África", afirmou o líder do Executivo português.

 

António Costa referiu-se também à existência de "uma dinâmica empresarial entre os dois países, como é o caso das 'startups' de Portugal e no Chile".

 

"É preciso uma nova geração de relacionamento entre os dois países. Há hoje mais de 400 empresas portuguesas a exportar para o Chile e há muitas outras nacionais sediadas no Chile", apontou.

 

Por sua vez, de acordo com o primeiro-ministro, no que diz respeito às indústrias do mar e da gestão florestal, "Portugal oferece muito boas condições para o investimento de empresas chilenas".

Ver comentários
Saber mais António Costa Chile Michelle Bachelet Europa África política América do Sul
Outras Notícias