Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo italiano vai apresentar nova proposta orçamental "dentro de horas"

O chefe do Governo italiano, Giuseppe Conte, prometeu um novo orçamento "nas próximas horas" para evitar um procedimento por défices excessivos ao seu país.

Reuters
Lusa 04 de Dezembro de 2018 às 08:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

"O meu objectivo é evitar que a Itália tenha um procedimento por défices excessivos que prejudique o nosso país e que também seja susceptível de prejudicar a Europa. Estou no processo de finalização da proposta de que a União Europeia não poderá não ter em consideração. Ele surgirá nas próximas horas", disse Conte numa entrevista ao jornal italiano Avvenire.

 

A proposta "não compromete os interesses dos italianos nem as reformas previstas. Tenho algumas projecções sobre o impacto económico da 'quota 100' (regime de reformas antecipadas) e da renda de cidadania. Isto dar-me-á margem de manobra para usar nas negociações com a UE", acrescentou.

 

O governante recusou dar números, explicando que "para a negociação funcionar, deve haver uma reserva".

 

Na segunda-feira, no entanto, Conte tinha sugerido que o seu objectivo não era reduzir o défice para menos de 2% do PIB (Produto Interno Bruto).

 

A Comissão Europeia rejeitou em 23 de Outubro o projecto de orçamento italiano, que oficialmente prevê um défice de 2,4% do PIB, muito acima do esperado e fora dos limites europeus.

 

Bruxelas abriu então caminho para sanções contra Roma, dizendo que "justificava" a abertura de um "procedimento de défice excessivo" baseado na pesada dívida. A Itália tem o rácio dívida/PIB mais elevado da área do euro (131% do PIB), atrás da Grécia.

 

A Comissão Europeia acolheu na segunda-feira a "mudança de tom" da coligação populista no poder em Itália, mas disse que ainda esperava um esforço "significativo" para garantir o cumprimento das regras da UE.

 

"É positivo que o tom das discussões tenha mudado (...) Mas um ajuste significativo do orçamento de 2019 também é necessário", disse o vice-presidente Valdis Dombrovskis.

 

"Estamos a fazer progressos nas nossas discussões com as autoridades italianas", disse o comissário para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, observando "uma mudança de método" por parte dos italianos.

 

"Vamos ambos continuar o diálogo, incansavelmente (...) e, ao mesmo tempo, continuar a preparar as decisões" para o procedimento de infracção, insistiu.

 

Mais uma vez, o patronato italiano criticou duramente a lei das finanças, dizendo que não promove crescimento, e pediu uma mudança.

Ver comentários
Saber mais Itália Orçamento Comissão Europeia Giuseppe Conte
Outras Notícias