Economia Há cerca de 300 empresas de limpeza florestal mas não chegam para as encomendas
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Há cerca de 300 empresas de limpeza florestal mas não chegam para as encomendas

Não há um número oficial nem regulamentação da actividade económica. A única associação que representa o sector já propôs um alvará que o Governo recusou.
Há cerca de 300 empresas de limpeza florestal mas não chegam para as encomendas
Ricardo Almeida/Correio da Manhã
Salomé Pinto 14 de março de 2018 às 23:15

É impossível obter um registo das empresas que procedem à limpeza florestal, porque não existe um CAE (Classificação Portuguesa das Actividades Económicas) específico", denuncia o presidente da Associaç)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 15.03.2018

Portugal é um país tão pobre que diversos tratamentos hospitalares têm de ser feitos no estrangeiro. Tão pobre que na época dos incêndios os aviões de combate aos fogos têm de ser emprestados por países amigos, quando estes têm disponibilidade para tal. Tão pobre que se guardam as armas das Forças Armadas ou das polícias como se guardavam armas no século XII. Tão pobre que o ensino não oferece conteúdos digitais, entre muitos outros recursos didácticos, que são oferecidos há muito tempo aos alunos de todas as idades em economias avançadas. Tão pobre que insistem em votar em comunistas alucinados e socialistas retrógrados, como se vivessem numa Venezuela ou numa Coreia do Norte, tudo para defender o supremo direito ao trabalho (salário vitalício) esquecendo que sem capital uma economia volta rapidamente para o paleolítico. Portugal é pobre porque é pilhado por dentro. Uma economia que se contenta a criar alguns ricos avulsos que não criam qualquer valor, em vez de criar riqueza.

comentários mais recentes
Anónimo 15.03.2018

Acabou a austeridade (mas comprem um auto-tanque).

Anónimo 15.03.2018

Tenho muito saibro contaminado nas traseiras do meu quintal. Ninguém, pessoa ou organização, quer aquilo para o que quer que seja. Não presta para nada. Até os vizinhos fugiram para longe só para não viverem perto daquilo. Contacto os meus amigos do PS em Lisboa e peço para eles decretarem que todo o cidadão tem que ter na sua posse 50 kg do meu saibro até ao final do ano, guardado num cofre da CGD. Criei um mercado com procura, decretada é certo, e completamente distorcido, a partir do nada, e para o qual sou o único ofertante. Os meus amigos do PS criam uma série de carreiras de supervisão e fiscalização de todas as actividades relacionadas com a compra, transporte e acomodação do meu "produto" por parte de todos os cidadãos do país. Como se não bastasse, o governo decreta que todas as autoestradas, IPs e ICs têm de ser reconstruídas recorrendo ao meu saibro. A economia nesse ano cresce 25%, o desemprego é nulo e o melhor é que eu enriqueço 250000%. Bem-vindos ao socialismo tuga.

Anónimo 15.03.2018

Portugal é um país tão pobre que diversos tratamentos hospitalares têm de ser feitos no estrangeiro. Tão pobre que na época dos incêndios os aviões de combate aos fogos têm de ser emprestados por países amigos, quando estes têm disponibilidade para tal. Tão pobre que se guardam as armas das Forças Armadas ou das polícias como se guardavam armas no século XII. Tão pobre que o ensino não oferece conteúdos digitais, entre muitos outros recursos didácticos, que são oferecidos há muito tempo aos alunos de todas as idades em economias avançadas. Tão pobre que insistem em votar em comunistas alucinados e socialistas retrógrados, como se vivessem numa Venezuela ou numa Coreia do Norte, tudo para defender o supremo direito ao trabalho (salário vitalício) esquecendo que sem capital uma economia volta rapidamente para o paleolítico. Portugal é pobre porque é pilhado por dentro. Uma economia que se contenta a criar alguns ricos avulsos que não criam qualquer valor, em vez de criar riqueza.

Anónimo 15.03.2018

Vão explorar os velhotes que são proprietários de pinhais até ao tutano, vai ficar mais caro a limpeza que o valor do pinhal esta operação vai ser todos os anos, a roubalheira está a ser incentivada pelo próprio governo que fugindo às responsabilidades escolheu um bode expiatório:os proprietários

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub