Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pensões vitalícias de políticos custam 7,3 milhões de euros ao Estado

Vasco Rocha Vieira e Carlos Melancia, ambos ex-governadores de Macau, recebem as pensões mais elevadas.

Reuters
Correio da Manhã 23 de Setembro de 2021 às 07:44
As pensões vitalícias dos ex-titulares de cargos políticos vão custar 7,3 milhões de euros, em 2021. Neste momento, beneficiam desta pensão para toda a vida 310 ex-deputados, ex-autarcas e ex-juízes do Tribunal Constitucional, noticia esta quinta-feira o Correio da Manhã.

Vasco Rocha Vieira e Carlos Melancia, ambos ex-governadores de Macau, recebem as pensões mais elevadas: 13.607 euros e 9.727 euros, respetivamente. António Guterres, ex-primeiro-ministro, tem, entre os políticos mais conhecidos, a subvenção mais elevada: 4.138 euros por mês.

A despesa com as subvenções mensais vitalícias terá este ano, segundo os dados da Direção-Geral do Orçamento (DGO), um aumento superior a 2,8%: ou seja, de 2020 para 2021, os encargos com estas pensões para toda a vida cresceram de 7,1 milhões de euros para 7,3 milhões de euros.
Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio