Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal tem população mais envelhecida do que Espanha e mais filhos fora do casamento

O INE divulgou dados comparativos entre os dois países da Península Ibérica que mostram que Portugal não só tem uma população mais envelhecida do que Espanha, como gasta mais em pensões de velhice. Por outro lado, em Portugal há mais filhos fora do casamento do que em Espanha.

Mais de metade das pessoas admite que não consegue poupar, ainda que 83%           reconheçam a importância da poupança para a reforma.
João Cortesão
David Santiago dsantiago@negocios.pt 01 de Abril de 2021 às 12:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A população idosa tem mais peso em Portugal do que em Espanha, pelo que por cá se gasta mais em pensões de velhice do que no país vizinho, indicam os dados revelados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O INE e o instituto congénere de Espanha publicaram, em conjunto, o relatório Península Ibérica em Números 2020. Os dados divulgados confirmam Portugal como "um dos países mais envelhecidos da União Europeia".

Em 2019, 21,8% da população portuguesa tinha 65 ou mais anos de idade, valor somente superado pela Grécia (22%). Espanha registou 19,4%, um valor ligeiramente inferior ao do conjunto da UE (20%).

Não espanta, portanto, que em Portugal a despesa com o pagamento de pensões de velhice seja superior ao registado em Espanha.

Considerando o período compreendido entre 2009 e 2018, o peso da despesa face ao PIB despendido pelas autoridades portuguesas com pensões de velhice superou sempre o observado no país vizinho, tendo a maior diferença (3,6 pontos percentuais) sido registada em 2013 e a menor (2,2 pontos percentuais) em 2018.
Também o número de nascimentos fora do casamento é superior em Portugal. Considerando o ano de 2018, 55,9% dos nados-vivos registados foram fora do casamento, acima dos 47,3% observados em Espanha. Portugal surge a apenas 4,5 pontos percentuais do máximos de 60,4% verificado em França.

Tendo em conta as diferentes regiões ibéricas, Açores (77,7%), Alentejo (72,5%) e Centro (72,2%) tiveram os índices mais elevados de filhos fora do casamento.
Outras comparações dizem por exemplo respeito à contribuição das energias renováveis para o consumo final de energia. Em 2018, as renováveis representaram 30,3% do total de energia consumida em Portugal, um valor muito próximo do objetivo de 31% fixado para 2020. Em Espanha, o valor foi de apenas 17,5%, algo distante da meta de 20% definida para o ano transato.
Ver comentários
Saber mais Espanha Portugal INE
Outras Notícias