Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Seis dicas para poupar no gás em casa

Neste momento, a União Europeia recomenda que os países reduzam o consumo de gás "de forma voluntária" - mas, caso haja alguma complicação, a UE poderá ter de tornar esta medida obrigatória.

Negócios 06 de Agosto de 2022 às 17:00
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Na passada terça.-feira, os ministros que tutelam o setor da energia nos 27 Estados-membros da UE aprovaram uma medida que prevê a redução voluntária do consumo gás natural em 15% entre 1 de agosto de 2022 e 31 de março de 2023. Ainda que Portugal se tenha oposto inicialmente a esta norma, posteriormente acabou por se mostrar favorável à aplicação da mesma por ter sido beneficiado de uma exceção devido à sua "situação geográfica ou física específica".

 

Portugal, à semelhança de outros países, como Espanha e Grécia, não terá de reduzir o seu consumo até aos 15% previstos numa fase inicial, mas terá de fazer um esforço para que a sua redução alcance os 7%.

 

Neste momento, a União Europeia recomenda que os países reduzam o consumo de gás "de forma voluntária" - mas, caso haja alguma complicação, a UE poderá ter de tornar esta medida obrigatória. Esta tomada de posição da UE tem repercussões para empresas e consumidores, especialmente durante o inverno.

 

O governo português pede aos portugueses que optem por uma gestão mais controlada e racional da utilização do gás e não que se privem da sua utilização, pois, de acordo com a Selectra, especialista em tarifas de energia, há pequenos ajustes que se podem fazer e que não comprometem o conforto dos utilizadores.

 

Eis algumas sugestões para reduzir o consumo de gás em casa:

 

1 – Ter atenção às panelas utilizadas: não se deve colocar uma panela pequena num bico de fogão grande, pois gera o desperdício de gás. Além disso, podemos optar por cortar os alimentos em pedaços mais pequenos e colocar pouca água na panela para que ferva mais depressa no caso de querermos confecionar algo mais depressa.

 

2 - Prepare os alimentos antes de os confecionar: tenha atenção para já ter os alimentos cortados antes de acender o fogão. Desta forma, conseguirá colocá-los imediatamente ao lume assim que a água começar a ferver, poupando tempo e gás.

 

3 - Ajuste a temperatura do esquentador: agora que estamos no verão e sabe bem tomar um duche frio, experimente diminuir a temperatura do seu esquentador. Quando o tempo voltar a ficar mais frio, reajuste o seu esquentador e coloque-o a uma temperatura entre os 30 e 35 graus, uma vez que é o suficiente para lhe dar uma sensação de conforto, permitindo-lhe poupar uma quantidade significativa de gás.

 

4- Controle a temperatura em casa: esta dica é já a pensar no inverno. Quando se opta por uma temperatura acima de 20ºC no radiador, cada grau adicional aumenta a conta da energia em aproximadamente 7%. Por isso, ao reduzir a temperatura do radiador em 1 ou 2ºC, já conseguirá atingir um nível de poupança muito considerável no fim do mês. Para conseguir realizar este controlo, pode utilizar um termóstato que lhe permite gerir a temperatura em cada divisão de acordo com a hora do dia, por vezes até a partir do seu telemóvel.

 

5 -Coloque o radiador num local sem interferências: quando o frio começar a apertar e for mesmo preciso usar o radiador, evite pô-lo num local onde tenha demasiados objetos ao seu redor, para que estes não interfiram. Outro truque que também pode experimentar é colocar painéis refletores atrás de radiadores em paredes não isoladas, uma vez que o seu desempenho pode ser melhorado em 5-10%.

 

6 - Não se esqueça de fazer a manutenção dos radiadores: é preciso ver se os radiadores estão a funcionar corretamente, principalmente no início do período de aquecimento. Se ouvir barulho, como água a cair, ou reparar que o radiador não aquece de forma uniforme em todas as partes, deve procurar perceber o que se passa de modo a evitar o desperdício de energia.

 

Ver comentários
Outras Notícias