Educação Médias de Economia e Gestão sobem nos cursos mais procurados

Médias de Economia e Gestão sobem nos cursos mais procurados

As notas médias de entrada em Economia e Gestão subiram face ao ano passado. A Faculdade de Economia da Universidade do Porto teve os valores mais elevados nos dois cursos.
Médias de Economia e Gestão sobem nos cursos mais procurados
Egídio Santos/Negócios
Negócios 08 de setembro de 2019 às 12:08

Entrar no curso de Gestão da Faculdade de Economia da Universidade do Porto exigiu uma média próxima dos 18 valores. O último candidato a entrar teve 17,8 valores, o que compara com 17,4 em 2018.

 

O mesmo aconteceu na Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa. Ir estudar para o campus de Carcavelos obrigou a ter uma média de 17,65 valores, contra 16,9 valores no ano anterior.

 

A Universidade do Minho foi a terceira com nota mais alta (17), seguindo-se o ISCTE (16,8) e a Universidade de Aveiro (16,52). Também aqui as médias foram mais altas do que no ano anterior.

 

A Universidade do Porto volta a ter a média de entrada mais alta em Economia, com 17,13 valores. No ano anterior o último aluno a entrar no curso tinha 16,83 valores. Segue-se o curso da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa, com 17,1 valores, contra 16,35 em 2018.

 

Em terceiro lugar está a Universidade do Minho (16,5) e em quarto o ISCTE (16,4). Se na primeira a média desceu face ao ano anterior, na segundo aumentou. A Universidade de Aveiro fecha o top 5, também com uma média mais alta (15,92).

 

No curso de Gestão já só à vagas nos politécnicos de Portalegre e Castelo Branco. Em Economia, sobraram vagas nos Açores, Madeira, Évora e Algarve.

 

O Ministério da Ciência e Ensino Superior divulgou este domingo os resultados do concurso de acesso.  O curso com a média de entrada mais elevada, 18,95 valores, foi Engenharia Aeroespacial no Instituto Superior Técnico. No topo seguem-se Engenharia Física Tecnológica (18,88) também no IST, Bioengenharia (18,65) e Engenharia e Gestão Industrial (18,65) na faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e Medicina (18,5) no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, também da Universidade do Porto.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI