Emprego Crescimento do emprego em Portugal duplica média da Zona Euro

Crescimento do emprego em Portugal duplica média da Zona Euro

A taxa de crescimento homólogo do emprego em Portugal foi a sexta mais elevada entre os países da Zona Euro.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 15 de março de 2017 às 10:24

O emprego em Portugal cresceu a um ritmo homólogo de 2,4% no quarto trimestre do ano passado, o que compara de forma favorável com a Zona Euro, onde a taxa de crescimento foi bem inferior (1,1%).


O crescimento registado em Portugal foi o sexto mais elevado entre todos os 19 países do euro, sendo que Malta, Irlanda, Eslováquia, Chipre e Luxemburgo registaram taxas mais elevadas. Na Eslovénia e em Espanha a taxa de crescimento foi igual à de Portugal.


De acordo com o Eurostat, este foi pelo menos o quarto trimestre consecutivo de aumento (em termos homólogos e em cadeia) do emprego em Portugal, sendo que a taxa acelerou ao longo do ano passado. Cresceu 0,8% no segundo trimestre de 2016, aumentou 2,2% no terceiro trimestre e fechou o ano a crescer 2,4%.


Na comparação em cadeia entre trimestres, o emprego aumentou 0,4% em Portugal no quarto trimestre, o que traduz uma desaceleração no ritmo de crescimento do terceiro trimestre (+1,3%).


O aumento do emprego em Portugal têm-se traduzido na descida da taxa de desemprego, que em 2016 baixou para 11,1% e continuou em queda no arranque do ano.  

No conjunto da Zona Euro o crescimento homólogo do emprego na Zona Euro foi de 1,1% no quarto trimestre, o que representa uma ligeira desaceleração face ao registado nos trimestres anteriores (+2,4% no segundo e +1,2% no terceiro trimestre).

As estimativas do Eurostat apontam para que o número de pessoas com emprego na Zona Euro tenha ascendido a 153,9 milhões no quarto trimestre, o que representa o nível mais elevado desde o terceiro trimestre de 2008. Já na União Europeia o emprego está mesmo no nível mais elevado de sempre, com 232,9 milhões de empregos.  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI