Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSD e CDS acreditam que 2014 será ano de “viragem”

Na sequência dos dados do desemprego relativos a Novembro de 2013 os líderes parlamentares do PSD e do CDS lamentaram o aumento mensal do desemprego jovem, mas acreditam que a queda homóloga da taxa é um bom sinal para 2014.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 08 de Janeiro de 2014 às 13:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

Questionado sobre os números, o líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, afirmou que apesar de a taxa de desemprego jovem ter subido, “não deixa de ser um sinal claro de que 2014 será um ano de viragem”.

 

Já o líder da bancada do PSD começou por dizer que “queremos o princípio de um ciclo diferente em 2014”.

 

“É importante assinalar que a taxa se mantém em níveis elevados, mas há uma diminuição significativa em termos homólogos face a 2012”, sublinhou Luis Montegro, acrescentando que o desemprego jovem “é um número preocupante, mas que não deve prejudicar a leitura da queda do desemprego”.

 

A taxa de desemprego em Portugal recuou para 15,5% em Novembro, no nono mês consecutivo de queda. Está agora no nível mais baixo desde Maio de 2012, depois de ter recuado 2,1 pontos percentuais desde Fevereiro. No que diz respeito à taxa de desemprego jovem, aumentou de 36,5% em Outubro para 36,8% em Novembro, uma subida de 3 décimas que traduz mais mil jovens desempregados. São agora 150 mil os portugueses com menos de 25 anos que se encontram desempregados. Contra Novembro de 2012 o desemprego jovem baixou 1,9 pontos percentuais.    

 

O deputado do PSD disse ainda que “está provado que Portugal tem capacidade para poder ombrear com as economias mais dinâmicas do mundo, como temos visto pelo sector exportador. Há capacidade de podermos regenerar o nosso tecido competitivo”.

Ver comentários
Saber mais Desemprego viragem 2014 desemprego CDS PSD
Outras Notícias