Europa Tarifas da UE sobre importações dos EUA em vigor esta sexta-feira

Tarifas da UE sobre importações dos EUA em vigor esta sexta-feira

O colégio de comissários decidiu esta quarta-feira que a retaliação contra os Estados Unidos entrará em vigor esta sexta-feira, dia 22 de Junho.
Tarifas da UE sobre importações dos EUA em vigor esta sexta-feira
reuters
Tiago Varzim 20 de junho de 2018 às 12:25

Menos de um mês depois de Donald Trump ter declarado guerra comercial à União Europeia, Bruxelas vai colocar no terreno a sua retaliação. O colégio de comissários da Comissão Europeia decidiu que será esta sexta-feira, dia 22 de Junho, que entram em vigor as tarifas aduaneiras de 25% sobre cerca de 100 produtos norte-americanos, entre eles sumo de laranja, milho doce, 'bourbon', manteiga de amendoim, arroz e calças de ganga. A decisão dos Estados Unidos de aplicar as tarifas ao aço e alumínio importados da UE entrou em vigor a 1 de Junho. 

Estas tarifas aduaneiras cobram apenas parte do impacto das taxas aplicadas pelo presidente norte-americano. A Comissão Europeia estima que o impacto das tarifas nesta lista de produtos importados com origem nos EUA fique pelos 2,8 mil milhões de euros. Já as tarifas dos Estados Unidos ao aço (25%) e a alumínio (10%) valem 6,4 mil milhões de euros. No futuro a União Europeia poderá aplicar mais tarifas, consoante os desenvolvimentos da queixa que fez na Organização Mundial do Comércio (OMC). 

No comunicado divulgado após a reunião do colégio de comissários, a comissária para o comércio, Cecilia Malmström afirmou que a União Europeia "não quis estar nesta posição".

"Contudo, a decisão unilateral e injustificada dos Estados Unidos de impor tarifas sobre o aço e o alumínio à União Europeia significa que não tivemos nenhuma outra escolha", explicou a comissária, argumentando que as regras internacionais do comércio "não podem ser violadas" sem uma reacção europeia. E deixou uma promessa: "Não é preciso dizer que, se os EUA removerem as suas tarifas, as nossas também serão removidas". 

A decisão desta quarta-feira de aplicar as tarifas aos EUA a partir desta sexta-feira, dia 22 de Junho, segue-se à reunião do colégio de comissários de 6 de Junho, onde foram acordados os produtos que seriam afectados, e à notificação enviada para a OMC. Além disso, os Estados-membros expressaram apoio unânime à resposta europeia para os EUA. 

Está também a ser estudado o impacto das tarifas dos EUA nos sectores europeus do aço e alumínio e, consoante os desenvolvimentos, podem vir a ser adoptadas medidas neste âmbito já este Verão. Acresce que Bruxelas já fez queixa formal à OMC. Se lhe for dada razão e se Trump não recuar, entrará em vigor uma segunda lista de bens, com tarifas diferenciadas (entre os 10% e os 50%), num valor adicional de 3,6 mil milhões de euros.

(Notícia actualizada com mais informação às 12h47)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI