Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

STE: "Sem atualizações continua a haver perda de remuneração"

Helena Rodrigues, do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, não acredita que haja muitos trabalhadores das carreiras gerais a progredir em 2021.

Bruno Colaço/Correio da Manhã
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Helena Rodrigues, do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, recebeu de forma crítica a proposta que congela os salários da Função Pública acima dos 693 euros, até porque não acredita que haja muitos trabalhadores das carreiras gerais a progredir no próximo ano.

 

"Em 2018 e 2019 houve de facto a possibilidade de mudança de escalão por via dos pontos acumulados em sede de avaliação de desempenho mas aquilo que sabemos e que a prática nos diz é que são precisos dez anos para que essa mudança se faça", disse Helena Rodrigues. 

 

"E portanto agora os trabalhadores que mudaram esperam mais dez anos. Se não houver atualizações remunaratórias continua a haver perda de remuneração", acrescentou a presidente do STE, aos jornalistas, após uma reunião com o Governo. 

 

O Governo anunciou aos sindicatos que este ano os aumentos serão de 20 euros para quem está na base remuneratória (645 euros) e de dez euros para quem está entre este valor e o nível seguinte (693 euros).

 

"Não podemos dizer que os trabalhadores que estão integrados naqueles grupos profissionais [abrangidos pelo aumento] tenham salários dignos", começou por referir a dirigente do STE.

 

"Para as carreiras superiores, designadamente os trabalhadores com mais qualificações não há qualquer atualização remuneratória", disse. "Vai havendo um ou outro grupo que vai conseguindo alguma coisa mais por força da sua atuação no serviço de saúde, com prémios" previstos na lei do orçamento do Estado, "que não são remunerações" e apesar do "momento" continuamos "numa situação delicada com baixas remunerações".

 

Sublinhando que os sindicatos não conseguiram ter uma estimativa clara sobre quantos são os trabalhadores abrangidos pelos aumentos, a dirigente sindical concluiu que "parece que o esforço não é significativo".

Ver comentários
Outras Notícias