Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Empresas ainda só receberam 38 milhões de fundos comunitários

Dos mais de 700 milhões de euros de incentivos europeus aprovados no Portugal 2020, as empresas ainda só receberam 37,9 milhões, revelou o secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão. O Governo promete acelerar o investimento empresarial com a injecção de 100 milhões de euros em 100 dias.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 28 de Janeiro de 2016 às 13:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Até 22 de Janeiro passado, o Estado tinha pago às empresas 37,8 milhões de euros de um total de 714,9 milhões de euros de incentivos empresariais aprovados no âmbito do Portugal 2020.

 

Estes números foram revelados, hoje, 28 de Janeiro, por Nelson de Souza, secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, em Famalicão, durante a primeira sessão de divulgação do "Plano 100 – Acelerar o investimento empresarial", iniciativa que visa injectar 100 milhões de euros na economia em 100 dias.

 

Para Nelson de Souza, os valores pagos até ao momento traduzem uma aceleração significativa da execução do programa, tendo em conta "o nível quase nulo de pagamento às empresas – 15 entidades com pagamento de quatro milhões de euros", que se verificava a 30 de Novembro do ano passado.

 

A sessão dedicada ao "Plano 100" serviu para apresentar um conjunto de medidas de agilização do acesso aos fundos estruturais europeus, entre as quais estão a flexibilização das regras de adiantamentos, a redução da exigência de garantias bancárias e uma nova linha de garantia mútua para adiantamentos.

 

A dispensa da comprovação do início de projecto, o adiantamento em simultâneo com a contratação e o alargamento do leque de modalidades (10%, 25% ou 50% do incentivo aprovado) são algumas das medidas em marcha para acelerar o investimento empresarial.

 

"Quando chegarmos aos 100 dias o que queremos é cumprir com os 100 milhões de euros de pagamento às empresas, mas também continuar depois com esse ritmo. Não é para ao fim dos 100 dias descansar. É para o ritmo acelerar ainda mais", prometeu, ainda há pouco mais de uma semana, o ministro da Economia.

(notícia actualizada às 14:33 com mais informação

Ver comentários
Saber mais fundos comunitários Portugal 2020 Nelson de Souza
Mais lidas
Outras Notícias